Operação Huracan II: Polícia Militar Ambiental realiza ação conjunta com o Ministério Público em cidades da região de Piracicaba, SP

Serão Oficiados os órgãos competentes para a tomada das devidas providências relacionadas às irregularidades constatadas.

Na segunda-feira (21), equipes da Polícia Militar Ambiental, composta pelo capitão Ilgges, subtenente César, sargento Alvelan, cabo Natã e cabo Furlan, estiveram realizando vistoria na Estação Ecológica Barreiro Rico (região de Piracicaba/ Santa Maria da Serra/Anhembi), decorrente da “Operação Huracan II” em atendimento à solicitação do “Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente – GAEMA”, juntamente com o Promotor de Justiça, Dr. Ivan Carneiro Castanheiro e João Marcelo Elias, Gestor da Estação Ecológica Barreiro Rico.

Durante a ação, eles procederam minuciosa vistoria nas imediações da Estrada Rural AHB-171 que interliga a Rodovia Samoel Castro Neves – SP 147, município de Anhembi (SP) à Rodovia Geraldo de Barros – SP 191, município de Santa Maria da Serra (SP), onde estão fixadas a “Estação Ecológica Barreiro Rico e a Área de Proteção Integral – APA Barreiro Rico” a fim de verificar a manutenção ou adequação à legislação vigente das áreas irregulares. Serão Oficiados os órgãos competentes para a tomada das devidas providências relacionadas às irregularidades constatadas.

Rio das Pedras

Na terça-feira (22), os policiais militares ambientais capitão Ilgges, sargento Alvelan e cabo Furlan, realizaram vistoria decorrente da “Operação Huracan II”, em atendimento à solicitação do Ministério Público de Rio das Pedras (SP), juntamente com o Promotor de Justiça Dr. Eduardo Balbino Pasque.

No local, foi percorrido o interior da referida fazenda a fim de verificar a manutenção ou adequação à legislação vigente das áreas de cultivo de cana de açúcar, no que tange aos critérios da Planilha de Nexo de Causalidade, conforme prevê a Portaria CFA n° 16/ 2017. Serão Oficiados os órgãos competentes para a tomada das devidas providências relacionadas às irregularidades constatadas.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT