Orçamento do Governo de SP para pesquisa cresce 224% em 14 anos

An employee works at the Stabilitech laboratory in Burgess Hill south east England, on May 15, 2020 where scientists are trying to develop an oral vaccine for the COVID-19 illness. - The scientists at Stabilitech are one of the teams attempting to develop a vaccine for COVID-19. Ingested in a capsule into the gut, Stabilitech's potential oral vaccine aims to prompt an immune response in mucosal cells in the respiratory system and elsewhere in the body. The firm believes that will be more effective in tackling respiratory illnesses like coronavirus. The British government is touting the country as a global leader in the big-money investment race to find a vaccine for COVID-19. (Photo by BEN STANSALL / AFP) / TO GO WITH AFP STORY BY JOE JACKSON

Atual gestão destinou R$ 1,35 bilhão à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de S. Paulo em 2019, o maior repasse desde 2005.

O Governo do Estado de São Paulo repassou R$ 1,35 bilhão para a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de S. Paulo) no ano passado. Trata-se de um crescimento de 224% na comparação ao total repassado em 2005, quando foram destinados R$ 415.836.685 à Fapesp. O valor destinado em 2019 foi o maior desde então.

Neste ano, até o último mês de julho, a atual gestão já repassou R$ 804.478.658, o equivalente a 30% dos recursos previstos para a Fapesp em 2020. Com isso, a Fundação ainda tem em caixa cerca de R$ 1 bilhão para serem aplicados em iniciativas de apoio à pesquisa científica, um fôlego financeiro fundamental diante da urgência criada pela pandemia do novo coronavírus.

clique na imagem e saiba mais

A Fapesp vem desempenhando um importante papel no combate ao coronavírus, conduzindo pesquisas em várias frentes. Com autonomia garantida por lei, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo está ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e é uma das principais agências de fomento à pesquisa científica e tecnológica do país.

Detentora de um orçamento anual correspondente a 1% do total da receita tributária do Estado, a Fapesp apoia a pesquisa científica e tecnológica por meio de Bolsas e Auxílios a Pesquisa que contemplam todas as áreas do conhecimento: Ciências Biológicas, Ciências da Saúde, Ciências Exatas e da Terra, Engenharias, Ciências Agrárias, Ciências Sociais Aplicadas, Ciência Humanas, Linguística, Letras e Artes.

Fonte: Departamento de Finanças do Estado – DFE da Coordenadoria da Administração Financeira – CAF.