Orgulho LGBTQIA+: Congresso Nacional ganha cores do arco-íris

Dia Internacional do Orgulho Gay é comemorado nesta segunda-feira (28). Em Brasília, vários monumentos e parques foram coloridos.

O prédio do Congresso Nacional, em Brasília, recebeu as cores do arco-íris e a bandeira do Movimento Gay, nesta segunda-feira (28), data em que é celebrado o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+. A iluminação especial foi projetada por duas horas.

O objetivo, segundo os parlamentares, é “fortalecer e respeitar a diversidade de gênero e orientação sexual, além de combater o preconceito e a homofobia”. O pedido para iluminar o prédio na noite desta segunda-feira foi feito pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal.

Em Brasília, monumentos e até um túnel também receberam as cores do movimento. Junto a Rodoviária do Plano Piloto, uma bandeira de 50 metros foi estendida durante a manhã desta segunda-feira. As homenagens, no DF, começaram no dia 19 de junho. A Torre de TV, o Parque da Cidade e a Ponte JK foram alguns dos espaços coloridos.

Os organizadores contam que o projeto foi pensado de acordo com os protocolos de segurança contra a Covid-19, com distanciamento social, uso de máscara e álcool em gel. Segundo eles, “esta é uma das maiores intervenções artísticas urbanas já realizadas no DF”.

“Tínhamos o desafio de, mesmo sem fazer a marcha, que reuniu 120 mil pessoas em 2019, mandar mensagem de fortalecimento e orgulho a LGBT. Ocupar a cidade com obras arco-íris foi a solução inovadora! Estamos felizes por proporcionar essa experiência única na América Latina”, diz Welton Trindade, diretor da Associação Brasília Orgulho.

Parque da Cidade ganhou intervenções artísticas no mês do Orgulho LGBT — Foto: Igor Albuquerque / Brasília Orgulho

Significado da bandeira

A bandeira arco-íris é um dos principais símbolos da comunidade LGBTQIA+. Ela foi idealizada por Gilbert Baker, que morreu aos 65 anos, em Nova York, em 2017. Baker criou o estandarte, originalmente com oito cores, em 1978, para o Dia de Liberdade Gay de San Francisco, na Califórnia (Estados Unidos).

A bandeira original tinha as seguintes cores, cada uma representando um aspecto diferente da humanidade: Rosa – sexualidade; Vermelho – vida; Laranja – cura; Amarelo – luz do sol; Verde – natureza; Turquesa – mágica/arte; Anil – harmonia/serenidade; Violeta – espírito humano.

Tempos depois, a bandeira foi reduzida a seis cores, sem o rosa e o anil. O azul também acabaria por substituir o turquesa. Falando sobre sua criação, Baker disse que queria transmitir a ideia de diversidade e inclusão, usando “algo da natureza para representar que nossa sexualidade é um direito humano”.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT