Pai de jovem dependente químico morto durante remoção para internação participa do programa MANHÃ TOTAL: ‘eu pedi pra não dar mata-leão nele”

PUBLICIDADE

Jhonny Lopes da Silva, era morador de Araras (SP) e seria levado de maneira involuntária para uma clínica em Sorocaba. Ele morreu depois de receber um golpe de mata-leão durante remoção.

O pai de um jovem de 26 anos, dependente químico, que foi morto após receber um golpe de ‘mata-leão’ durante uma internação compulsória, em Araras (SP), na noite da segunda-feira (1º), participou na nesta sexta-feira (5) do programa MANHÃ TOTAL. Laudo aponta que vítima morreu por asfixia mecânica produzida por constrição cervical que acontece por meio de um laço acionado pelo peso da própria vitima, devido a estrangulamento antebraquial que ocorre através da constrição do pescoço pela ação do braço e do antebraço sobre a laringe, o que é popularmente chamado como gravata. Veja abaixo:

Jesus Lopes da Silva, falou detalhes sobre a ação dos funcionários que foram contratados pela clínica de reabilitação Estrela de Davi, de Sorocaba (SP), que foram presos pela Guarda Civil Municipal. O caso foi registrado como homicídio com dolo eventual (quando se assume o risco de matar) e está sendo investigado pelo setor de inteligência. Na tarde desta terça-feira (2), os funcionários passaram por audiência de custódia, na qual o juiz determinou a prisão temporária.

PUBLICIDADE

Essa era a 17ª vez que Jhonny era internado por conta da dependência química. O pai contou que pediu à clínica que não fosse usado o golpe de mata-leão durante a remoção. O filho estava na sacada e quando a família conseguiu imobilizá-lo, os funcionários foram chamados para dentro da residência. “Eu gritei eles ‘vem, vem, vem’ e eles vieram. Ajudaram a segurar, até o momento foi dando tudo certo. Amarrou a mão, amarrou o pé. Depois eles precisariam ir buscar a ambulância que estava há dois quarteirões daqui, eu fui tentar ajudar buscar a ambulância”, contou Silva.

Porém, quando retornou junto com a ambulância, Silva encontrou o filho desacordado. “Meu menino já estava apagado e minha mulher muito abalada falando que estava tentando e não estava conseguindo enfiar a mão no meio da mão dele [funcionário] e ele ‘deixa comigo, porque eu que sei o que ‘tô’ fazendo, esse é meu trabalho, eu vou apagar ele, mas ele volta, ´pode ficar tranquila, eu sei o que eu estou fazendo’ e assim foi a vida do meu filho embora. Se eu tivesse perto, talvez eu teria ajudado mais meu filho, mas eu não consegui por não estar perto”, lamentou.

Acompanhe a entrevista completa acessando: www.facebook.com/reporterbetoribeiro

O que diz a clínica Estrela de Davi

“A Estrela de Davi, ressalta que possui mais de 5 (cinco) anos atuando neste segmento, de maneira eficiente e com diretrizes que preceituam primordialmente o bem-estar de seus acolhidos e a sua recuperação social, sendo reconhecida na região pelos bons serviços prestados.

A Estrela de Davi aguarda que os fatos sejam totalmente apurados e esclarecidos para que sejam tomadas as condutas devidas.

A Estrela de Davi ressalta também que, a empresa que atuou no transporte do acolhido para as dependências do espaço terapêutico, e objeto da ocorrência, fora contratada pelos familiares do acolhido, sendo que esta, não possui quaisquer vínculos com a Estrela de Davi, nem mesmo em caráter de terceirização.

De modo que a Estrela de Davi não possui capacidade fiscalizatória sobre a conduta e atos dos funcionários da empresa contratada pelos familiares do acolhido, pois os mesmos não integram o seu quadro de funcionários.

A Estrela de Davi fornece somente os serviços de acolhimento e tratamento à dependência química, não oferecendo o serviço do transporte dos futuros acolhidos para as dependências do espaço terapêutico.

Por fim, o Espaço Terapêutico Estrela de Davi informa que está à disposição das autoridades competentes para auxílio nas respectivas investigações e atribuições de responsabilidades, buscando exclusivamente a verdade real, bem como informa estar prestando todo o suporte aos familiares do acolhido neste difícil momento.”

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP