Pai de médica presa em operação é detido com remédios e insumos hospitalares em casa em Limeira, SP

Segundo a Polícia Civil, homem guardava milhares de medicamentos controlados e insumos que só podem ser armazenados em ambiente hospitalar.

O pai de uma médica presa por agressão contra policiais em Limeira (SP), na última quarta-feira (18), em uma operação contra fraudes, também foi preso nesta segunda (23) sob suspeita de armazenar medicamentos e insumos de forma irregular, em casa.

De acordo com a Polícia Civil, após a prisão da médica durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão, as equipes receberam denúncias de que o pai dela tinha dentro de casa respiradores e mais insumos. Ele teria comentado com outras pessoas que tinha medo de ser preso e precisava retirar o material da propriedade.

A partir de então, os policiais civis monitoraram o imóvel, seguiram o casal e obtiveram imagens aéras do local. Com isso, foi expedido um mandado de busca e apreensão na casa do pai da médica.

De acordo com a Polícia Civil, no local foram encontrados milhares medicamentos controlados e outros insumos que só podem ser armazenados em ambiente hospitalar. O homem não tinha qualquer autorização para ter os produtos em casa, diz a corporação.

Questionado pelos policiais, ele afirmou que os insumos seriam usados na Santa Casa de Pirassununga (SP), onde a empresa de seu genro tem contrato com a administração local.

Ainda de acordo com a polícia, a autoridade sanitária constatou ainda que o material estava impróprio por conta do armazenamento irregular. Informou, ainda, que a empresa citada pelo homem não possui licenças relacionadas a medicamentos ou insumos.

O homem foi levado para a delegacia e preso em flagrante, ficando à disposição da Justiça. A defesa do investigado informou que todos os produtos têm procedência e nota fiscal e que vai emitir uma nota com mais esclarecimentos nesta terça-feira (24).

Equipamentos hospitalares apreendidos em casa de pai de médica em Limeira — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Prisão da médica

A filha do homem preso nesta segunda, uma médica de 42 anos, foi presa na última semana por agressão a uma delegada e um policial durante um cumprimento de mandado de busca e apreensão.

O mandado fazia parte da Operação Ethon, realizada pelo Ministério Público para investigar supostos desvios de verbas públicas destinadas a combater a pandemia no Distrito Federal. A Promotoria apura se houve crimes de peculato, organização criminosa, lavagem de dinheiro e corrupção ativa e passiva.

Segundo o boletim de ocorrência, durante as buscas em uma casa na Rua Presidente Humberto Alencar Castelo, no Jardim Mercedes, em Limeira, Cinthya Cristina Telles proferiu xingamentos contra os policiais, citados no documento: “Vocês são os policiais de m…, vocês são ladrões, vocês são bandidos, por isso andam armados”.

Os policiais relataram que ao tentarem realizar buscas em um cômodo ela se colocou à frente para impedir a passagem e, ao conseguirem o acesso, a médica desferiu tapas e socos na delegada e em um policial que realizavam a ação, que também sofreu arranhões no braço.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT