Passar trotes no SAMU é crime e a pessoa pode ser multada em mais de R$1,2 mil

????????????????????????????????????

É importante lembrar que, ao discar o número 192, o cidadão está ligando para uma central de regulação que conta com profissionais de saúde e médicos treinados

Central de Regulação do Samu Regional em Araras (SP)

O Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) de Araras (SP), vem realizando um ótimo trabalho em nosso município. Porém, uma minoria ainda insiste em passar “trotes”, no atendimento atrapalhando o trabalho da dos socorristas. Quem passa trote pode ser multado, já que uma equipe de emergência é enviada para um atendimento falso. Segundo uma lei estadual passar trote é crime e se a ligação falsa for feita para o Samu, a pessoa pode ser multada em mais de R$ 1,2 mil.

Profissionais do SAMU de Araras participam de treinamento com grupamento aéreo

É importante lembrar que, ao discar o número 192, o cidadão está ligando para uma central de regulação que conta com profissionais de saúde e médicos treinados para dar orientações de primeiros socorros por telefone. São estes profissionais que definem o tipo de atendimento, a ambulância e a equipe adequados a cada caso. Há situações em que basta uma orientação por telefone para salvar uma vida.

clique na imagem e saiba mais
Equipe do Samu Regional realiza mais um parto dentro da ambulância

As equipes trabalham para prestar atendimento no menor tempo possível, já que atuam no local de ocorrência do problema e ainda fora do ambiente hospitalar. O programa oferece o direcionamento para o serviço mais próximo e adequado, assim a equipe que está na ambulância ganha tempo (diminui a relação tempo/resposta). E é justamente essa agilidade que se perde quando o serviço fica carregado com falsas chamadas e trotes.

Treinamento de Suporte Básico de Vida em Araras, SP

Samu

Criado em 2003, como parte da Política Nacional de Atenção a Urgências, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência tem ajudado o Brasil a reduzir o número de óbitos, o tempo de internação em hospitais e as sequelas decorrentes da falta de socorro.

A rede conta com Serviços de Atendimento Móvel de Urgência no Brasil, presentes em todos os estados e no Distrito Federal. Ao todo, 130 milhões de pessoas (67,73% da população) têm acesso ao serviço em 1.234 municípios do País. O Ministério da Saúde prevê a implantação do serviço em todos os municípios brasileiros, respeitadas as competências das três esferas de gestão. A União entra com uma contribuição mensal a municípios e estados com projetos aprovados de Samu, bancando 50% do custeio desses serviços.

Novas viaturas do Samu Regional de Araras (SP)

O Samu realiza o atendimento de urgência e emergência em qualquer lugar – residências, locais de trabalho e vias públicas – a partir de uma chamada gratuita, feita para o telefone 192. A ligação é atendida por técnicos que identificam a emergência e transferem o telefonema para um médico, que faz o diagnóstico da situação e inicia o atendimento no mesmo instante, orientando o paciente, ou a pessoa que fez a chamada, sobre as primeiras ações.

De acordo com a situação do paciente, o médico pode orientar a pessoa a procurar um posto de saúde, enviar ao local uma ambulância com auxiliar de enfermagem e socorrista ou uma UTI móvel, com médico e enfermeiro. Ao mesmo tempo ele avisa sobre a emergência ao hospital público mais próximo para que a rapidez do tratamento tenha continuidade.

O serviço funciona 24 horas por dia com equipes de médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas, que atendem as ocorrências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental da população.