Pastor André Valadão diz que igreja não é para homossexuais: ‘Podem ir para um clube gay, mas igreja não dá’

Depois da repercussão nas redes sociais, a postagem foi apagada.

Ao responder a pergunta de um seguidor nas redes sociais, o pastor, líder da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte, e cantor gospel André Valadão afirmou que “Igreja não é lugar para gays”. A postagem foi apagada pouco depois da publicação.

A publicação foi feita na terça-feira (8) e, desde então, vem gerando revolta. O assunto ficou entre os mais comentados no Brasil em uma rede social nesta quinta-feira (10). Valadão respondeu a um seguidor que questionou se o pastor expulsaria da igreja um casal homossexual.

clique na imagem e saiba mais

“Entendi. São gays. A igreja tem um princípio bíblico. E a prática homossexual é considerada pecado. Eles podem ir para um clube gay ou coisa assim. Mas, na igreja, não dá. Esta prática não condiz com a vida da igreja. Tem muitos lugares que gays podem viver sem qualquer forma de constrangimento. Mas na igreja é um lugar para quem quer viver princípios bíblicos. Não é sobre expulsar. É sobre entender o lugar de cada um”, disse o pastor.

A Igreja Batista da Lagoinha em comunicado explicou o seguinte: “A marca da Igreja Batista da Lagoinha é ser bíblica e ter como maior referencial a pessoa de Jesus Cristo, que recebia todas as pessoas sem distinção. Vemos isso por meio de sua trajetória registrada nos evangelhos, por isso, Ele é o nosso maior exemplo! Como Jesus nos ensina, nossas portas estão abertas para que todas as pessoas participem de nossos cultos de pregação das Sagradas Escrituras”. (Com informações de Maria Lúcia Gontijo, G1 Minas — Belo Horizonte)