Pastor critica pintura de arco-íris na Praça da Bíblia e provoca reação na web: ‘Desarranjo intestinal administrativo’

Pastor de Boituva (SP) disse que pintura remete aos grupos LGBTQIA+ e que foi ‘inadequada’. O Fundo Social, responsável pela pintura, informou que não teve a intenção de gerar polêmica com o movimento e ressalta que é contra qualquer tipo de preconceito e exclusão social.

O comentário de um pastor nas redes sociais criticando a pintura da escadaria da Praça da Bíblia, em Boituva (SP), provocou reação de moradores nas redes sociais.

O Pastor Claudinei Soares chamou de “desarranjo intestinal administrativo” a pintura colorida, em alusão ao arco-íris – imagem usada para representar a comunidade LGBTQIA+.

“Prefeitura de Boituva pinta Praça da Bíblia com cores do movimento LGBTS. Isso é um desarranjo intestinal administrativo. Ou não pensam ou é de propósito mesmo. Fico imaginando uma live de um culto evangélico nesta praça.”

clique na imagem e saiba mais

Após a postagem, muitos moradores de Boituva repudiaram o comentário do pastor. Um deles postou que a ação é “passível de levar ao Ministério Público como denúncia” e que “homofóbicos não passarão”.

Outro morador questionou: “a escada estava lá há muito tempo. Por que o senhor não faz nada e agora se acha no direito de reclamar?”.

Ao site G1, o pastor disse que a atitude em usar essas cores foi “inadequada”, mas que não acredita ter sido proposital.

Claudinei também disse que a Praça da Bíblia é um monumento aos evangélicos de Boituva e a prefeitura teria sido infeliz ao pintar o local com as cores do arco-íris, que nos dias de hoje representa o movimento LGBTQIA+.

“Embora originalmente o arco-íris, segundo a Bíblia, tenha sido o sinal de aliança que Deus colocou para Noé, logo após o dilúvio, se comprometendo que não iria mais destruir o mundo mais com água”, completa Claudinei Soares.