Pecuaristas confinam mais gado para atender à demanda chinesa

Estado do Mato Grosso registrou alta de 390% nas exportações para China. Fazenda planeja segurar os animais por mais tempo, de olho na demanda do fim do ano.

Por Globo Rural

Pecuaristas aumentaram o número de animais confinados em Mato Grosso. O crescimento este ano foi de quase 11% frente a 2018, com mais de 800 mil cabeças.

Essa aceleração é explicada pela disparada no valor da arroba do boi gordo, que chegou a passar de R$ 200 e já reflete nos preços da carne no açougue.

Em uma das fazendas no estado do Mato Grosso, além de aumentar o número de cabeças, foi feito um planejamento para segurar os animais por um tempo maior.

“Por a gente entender que no final do ano tem uma restrição maior de oferta, então a gente tomou essa estratégia”, explica Leone Furlanetto, gerente técnico da propriedade.

A expectativa é de que a quantidade de animais confinados aumente ainda mais no ano que vem, já que a demanda do exterior é forte.

Demanda chinesa

O Mato Grosso registrou um aumento de mais de 340% nos envios de carne para a China em outubro, comparando com o mesmo mês do ano passado.

“Mas não é só a China, existe todo um cenário favorável para a produção de alimento. A gente já esperava uma demanda maior um impacto mais forte”, diz o pecuarista Francisco Camacho.

Veja a reportagem completa: https://g1.globo.com/economia/agronegocios/globo-rural/noticia/2019/12/01/com-disparada-no-preco-da-arroba-mato-grosso-aumenta-o-gado-confinado.ghtml