Pedrinho, Brambilla e Bonezinho lideram corrida para Eleições 2020 em Araras, SP

Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp


Apenas quatro pontos percentuais separam o 1º colocado Pedrinho do 3º colocado Bonezinho. Os três candidatos estão empatados em primeiro dentro da margem de erro.

A corrida eleitoral em Araras (SP) já se iniciou apertada neste 1º trimestre de 2019. Novos dados divulgados pela INDSAT mostraram que Pedrinho Eliseu (PSDB) está liderando com 25% das intenções de voto. Mas os pré-candidatos têm um longo caminho pela frente e, diante do atual cenário no município, as Eleições Municipais serão bem disputadas até outubro do ano que vem.

Com apenas dois pontos percentuais a menos que o 1º colocado, Dr. Brambilla (PSB) aparece na vice-liderança da corrida com 23% das intenções de voto. Bonezinho (PTB) está na 3ª posição com 21%.

Rubens Franco Junior, atual prefeito de Araras, está em 4º lugar com 9% das intenções de voto. Brancos e nulos somaram 15%. Outros 7% encontram-se indecisos. Ao todo, 400 entrevistados participaram da entrevista. A margem de erro é de 4,8%.

Rejeição

A INDSAT também divulgou os índices de rejeição dos pré-candidatos. Apesar de liderar as intenções de voto, Pedrinho Eliseu aparece também como o mais rejeitado, com 20%. Do total, 18% disseram que não votariam em Bonezinho.

Junior Franco e Dr. Brambilla aparecem, cada um, com 14% de rejeição. Ao todo, 34% disseram não ter rejeição por nenhum dos pré-candidatos.

 

Contexto político

Vários imbróglios marcam a situação política de Araras de dez anos para cá. Cassações confirmadas e mandatos incompletos caracterizam as circunstâncias que levaram os pré-candidatos a disputarem uma nova corrida eleitoral, desta vez para 2020. Pedrinho Eliseu Filho e Dr. Brambilla, que hoje lideram as intenções de voto, estiveram à frente da gestão municipal de Araras durante os últimos anos.

O primeiro impasse aconteceu já em 2008, quando o prefeito eleito Pedrinho Eliseu foi cassado por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação. O político deveria ficar oito anos sem concorrer as eleições, mas chegou a disputar a corrida em 2016 e, mesmo assim, foi eleito com 42% dos votos.

Nesse meio tempo, Dr. Brambilla tomou posse em 2010 após convocação de eleições suplementares em Araras. O prefeito foi reeleito em 2012 com pouco mais de 55% dos votos válidos.

Em maio de 2018, o então prefeito Pedrinho Eliseu foi mais uma vez notificado judicialmente e deixou o cargo pela mesma razão que o levou a cassação em 2008, já que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) entendeu que o tucano estava inelegível.

Novas eleições municipais foram convocadas em outubro de 2018 e Rubens Franco Junior (Junior Franco) foi eleito com 47,82% dos votos válidos, sendo o atual prefeito de Araras.

Avaliação da gestão municipal cai ao longo dos levantamentos

Araras começou a fazer parte das pesquisas da INDSAT no último trimestre de 2017, quando Pedrinho Eliseu ainda estava no cargo. A Administração Pública era aprovada por cerca de 50% dos moradores durante esse período. Os índices considerados altos também foram registrados no 1º trimestre de 2018.

Porém, Araras viu sua avaliação começar a cair logo no 2º trimestre de 2018, período marcado pela saída de Pedrinho da prefeitura. No 3º trimestre do ano, 30% aprovavam a gestão municipal.

A INDSAT vai continuar acompanhando a movimentação política-eleitoral até outubro de 2020.