Personal trainer e comerciante estão entre vítimas de ataque a bancos em Araçatuba, SP

Criminosos fortemente armados invadiram a cidade e fizeram moradores reféns. Dois moradores e um bandido morreram baleados.

Dois moradores de Araçatuba (SP) estão entre as vítimas do ataque a três agências bancárias que deixou três mortos e quatro feridos – um deles com gravidade – na madrugada desta segunda-feira (30).

Criminosos fortemente armados invadiram a cidade, bloquearam ruas e fizeram moradores reféns. Dois deles morreram baleados. A outra vítima é um dos integrantes da quadrilha, que morreu em uma troca de tiros, segundo a polícia.

Um dos moradores que morreu na ação criminosa é o personal trainer Márcio Victor. Márcio é filho de um investigador da Polícia Civil. A polícia não informou como ele morreu baleado.

A outra vítima é o comerciante Renato Bortolucci, dono de um posto de combustíveis da cidade. A polícia acredita que ele filmava a ação dos criminosos quando foi morto. Renato deixa esposa e duas filhas. A identidade do suspeito que morreu na troca de tiros com a polícia não foi informada.

Além dos mortos, cinco pessoas ficaram feridas, segundo boletim divulgado pela Santa Casa da cidade. Segundo o hospital, quatro pessoas foram socorridas com ferimentos e levadas ao hospital. Uma delas foi um rapaz de 25 anos que teve os dois pés amputados após acionar um explosivo.

O ataque

A quadrilha chegou por volta de meia-noite de segunda-feira no centro de Araçatuba. Três agências bancárias foram atacadas. Segundo a polícia, cerca de 20 homens em dez carros fizeram o ataque.

Os criminosos renderam moradores e os usaram como “escudo humano” sobre os carros. Veículos foram queimados em vários pontos da cidade e da região para impedir a chegada da polícia. Ainda não foram divulgadas informações de quanto foi roubado.

Criminosos fizeram ‘escudo humano’ com moradores de Araçatuba (SP) — Foto: Arquivo pessoal

A quadrilha usou drones para monitorar toda a ação, tanto na chegada na região central até a fuga pela zona rural da cidade. Segundo a Polícia Militar, os explosivos foram espalhados pela cidade. Eles possuem sensor e são ativados com a aproximação de pessoas.

Em um vídeo feito por uma câmera de segurança é possível ver um dos criminosos espalhando explosivo. No vídeo é possível ver que o artefato emite luzes de raio laser verde. Até as 10h30, três assaltantes tinham sido presos. Três pessoas morreram, dois moradores e um criminoso, que foi baleado em um confronto com a PM no bairro Taveira, na zona rural, durante a fuga.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT