Pesquisador reúne 12 mil voluntários para ajudar idosos

O psicanalista Crismédio Costa criou o Vidas Idosas Importam no meio da pandemia para ajudar idosos em necessidades cotidianas e de saúde. O projeto já conta com mais de 12 mil voluntários.

Durante a pandemia, a importância do cuidado com os idosos ficou ainda mais evidente em todo o Brasil. Foi pensando nisso que o psicanalista Crismédio Costa criou o projeto “Vidas Idosas Importam”, que tem como objetivo ajudar idosos nas necessidades cotidianas e de saúde. Atualmente, o projeto está focado na conscientização das famílias para que não deixem os idosos sem a vacinação contra a covid-19.

“A falta de oxigênio e dignidade no cuidado às pessoas idosas em todas as suas diversidades é a demanda mais urgente. A dor doeu mais nas vidas frágeis, excluídas, desamparadas, entre tantas, as pessoas idosas”, explica Crismédio Costa em entrevista ao UOL.

Segundo o idealizador do Vidas Idosas Importam, o projeto já reuniu mais de 12 mil voluntários no país desde que começou a atuar e já ajudou aproximadamente oito mil idosos até agora. O trabalho consiste em monitorar e mapear as demandas dos idosos e encaminhá-las a parceiros que possam ajudar.

“Conseguimos dar visibilidade e valorização às pessoas idosas por meio de campanhas, redes de apoio e solidariedade nas comunidades e marcando presença nos espaços de controle social. O projeto também visa proteger o idoso da violência doméstica, que infelizmente ainda é uma realidade do Brasil”, conta Crismédio.

Para reconhecer trabalhos e incentivar ações que possam ajudar os idosos, o projeto também criou o Selo de Direitos Humanos da Pessoa Idosa. Por meio dele, pessoas e instituições que trabalham com idosos podem ser reconhecidas e homenageadas com o selo ou com um certificado de ativista.

“É necessário ver e acolher a diversidade das múltiplas faces da velhice de forma positiva, com dignidade e respeito através de redes e grupos virtuais. São milhares de ativistas dos direitos humanos da pessoa idosa espalhados pelo Brasil inteiro”, diz Crismédio Costa.

Para se voluntariar ou buscar ajuda do Vidas Idosas Importam, basta entrar em contato no Instagram do projeto.

*

Fonte: UOL ECOA

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP