Pesquisadora brasileira recupera visão de idosos usando células-tronco

295

O estudo foi realizado no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (SP).

A pesquisadora brasileira e oftalmologista Carina Costa Cotrim recuperou a visão de pacientes idosos utilizando células-tronco. O estudo foi realizado no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP), no interior de São Paulo.

Dez pacientes com mais de 50 anos que apresentavam degeneração macular seca avançada participaram do procedimento. A pesquisadora utilizou uma injeção intraocular para realizar um autotransplante de células-tronco retiradas da medula óssea.

O material coletado foi processado e as células-tronco isoladas em laboratório foram injetadas em uma quantidade de 0,1 ml no olho de pior visão.

Após a injeção, os pacientes foram acompanhados de três em três meses por um ano. Nesse período, eles passaram por avaliações, como tomografia de coerência óptica e também responderam a questionários sobre qualidade de vida.

De acordo com a oftalmologista, o estudo é uma análise inicial para o uso dessas células no tratamento da DMRI (Degeneração Macular Relacionada à Idade) na forma seca, uma doença que leva à cegueira e afeta 8,7% dos idosos no mundo.

O artigo Uso intravítreo de fração mononuclear da medula óssea (FMMO) contendo células CD 34+ em pacientes portadores de degeneração macular relacionada com a idade na forma atrófica foi publicado na Revista Clinical Ophthalmology, como resultado do mestrado de Carina Cotrim. Assinam também o artigo Luiza Toscano, André Messias, Rodrigo Jorge e o professor Rubens Camargo Siqueira, que foi orientador do mestrado.


Aviso: Os comentários só podem ser feitos via Facebook e são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, sendo passível de retirada, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.