A irmã dele foi quem relatou o ocorrido à Polícia Civil. 

O pintor Reginaldo Florêncio da Cunha, de 42 anos, morreu na Santa Casa de Limeira (SP), após ficar quatro dias internado por causa de uma queda de aproximadamente 4 metros de altura, sofrida na terça-feira (29) desta semana. A irmã dele foi quem relatou o ocorrido à Polícia Civil.

Segundo a mulher, de 29 anos, ele estava na parte superior do imóvel sem nenhum tipo de equipamento de proteção, quando se desequilibrou e caiu em cima de uma lixeira. Reginaldo teria que passar por cirurgia para reconstruir o fígado, mas na madrugada de hoje evoluiu a óbito.