Pix acelera inclusão financeira, diz estudo do EBANX

O estudo Beyond Borders observou que 62% dos usuários do EBANX que pagaram com o Pix não realizam compras no site ou aplicativo em questão há um ano.

Que o Pix é um sucesso entre os brasileiros, é fato. Mas, além de ter se tornado em pouco mais de um ano o método de pagamento queridinho, a ferramenta também acelera a inclusão financeira, mostra o estudo Beyond Borders, da fintech de pagamentos EBANX.

Novos meios de pagamento, como o Pix, contribuem para impulsionar o mercado digital na América Latina, região onde quase metade da população não tem conta em banco, destaca a análise. Assim, e-wallets e o pagamento instantâneo do Banco Central do Brasil abriram caminho para que mais de 150 milhões de pessoas comprassem online pela primeira vez.

Para Paula Bellizia, presidente de Pagamentos Globais do EBANX, as novidades são os métodos mais eficientes nessa inclusão, dando mais acesso a bens e serviços. Empresas e consumidores ficam mais conectados, ajudando ainda na experiência de quem está comprando na internet pela primeira vez. “A ascensão dessa nova ‘economia instantânea’ é peça chave para que empresas de todo o mundo acessem o enorme potencial do mercado latino-americano e aumentem sua fatia neste bolo”, avaliou Bellizia. Até 2025, o e-commerce deve crescer 31% na América Latina.

Leia também:

Estudo Beyond Borders

O estudo Beyond Borders observou que 62% dos usuários do EBANX que pagaram com o Pix não realizam compras no site ou aplicativo em questão há um ano. As transações representaram 40% de todo o volume Pix para as empresas que usam o EBANX e 20% nas vendas em geral.

Vale ainda destacar que 98% das transações feitas por Pix são feitas pelo celular, representando 70% do volume da nova forma de pagamento. “É fascinante ver como os consumidores migraram massivamente para o Pix em pouco mais de um ano. Isso demonstra um alto nível de confiança em um novo método de pagamento digital. Para a América Latina, isso é transformador”, disse Erika Daguani, VP de Produto do EBANX.

“O Pix democratiza o acesso ao e-commerce e traz mais gente para a mesa. Pessoas que não tinham cartão de crédito, por exemplo, ou empreendedores que não tinham maquininha, agora podem receber pagamentos rapidamente pelo Pix”, completou Daguani.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP