PM amamenta bebê enquanto atendia a mãe, vítima de violência

clique na imagem e saiba mais

Sargento Marcilaine, que tem uma filha de um ano, ofereceu para amamentar o neném que não parava de chorar dentro da Delegacia de Mulheres.

Uma foto de uma sargento da Polícia Militar amamentando um bebê de três meses de idade viralizou nas redes sociais durante este Carnaval. A policial, vendo a criança chorar com fome dentro de uma delegacia enquanto atendia a mãe dela, vítima de violência doméstica, não pensou duas vezes antes de oferecer o próprio leite ao bebê. 

A sargento Marcilaine, que está amamentando sua filha de um ano de idade, perguntou a mãe se poderia dar de mamar à filha dela. 

— Estávamos na delegacia para o encerramento de uma ocorrência de violência doméstica. Vendo a situação dessa criança chorando, a mãe muito desesperada por estar nessa situação de violência e não podendo suprir a fome do neném naquele momento, eu não pensei duas vezes e ofereci meu leite. 

A sargento conta que a mãe não teve leite para amamentar a criança e deixou sua casa às pressas, sem pegar o alimento para o neném, para registrar uma ocorrência de violência doméstica. Com isso, a criança ficou com fome e chorava muito dentro da delegacia. 

— Nós fomos para uma sala reservada, que é o espaço para crianças na Delegacia de Mulheres, eu consegui amamentar a criança, ela dormiu e eu devolvi ela para a mãe.

A sargento conta, ainda, que a mãe estava desesperada com a situação e que o fato de ela oferecer para amamentar o neném foi tranquilizador. 

— Ela estava muito emocionada, preocupada em conseguir alimentar o neném. Ela não conseguia amamentar porque ela não teve leite e o fato de ter esquecido as coisas da criança deixou ela chateada. A mãe também não pensou duas vezes e aceitou.   

A sargento Marcilaine diz, ainda, que não incentiva a amamentação cruzada, mas que agiu assim no momento em função da necessidade da criança.