“Podem me chamar de maconheiro”, diz Tico Santa Cruz após vídeo polêmico

O vocalista da banda Detonautas fez uma transmissão, neste sábado (23/1), explicando publicação sobre a vacina da Covid-19.

Após receber muitas críticas e xingamentos nas redes sociais, o cantor Tico Santa Cruz, vocalista da banda Detonautas, decidiu explicar o vídeo em que fala da vacina de Covid-19. Segundo o artista, a publicação era um desabafo contra os discursos negacionistas.

“O vídeo é tão absurdo que quando passado por grupos de WhatsApp se torna uma coisa palpável, que tem gente que acredita. Quando vem alguém como eu, cheio de tatuagens e artista, é maconheiro, está surtado e deprimido. O que eu estou fazendo é um alerta”, afirmou Tico, em transmissão ao vivo.

Tico Santa Cruz aproveitou para confirmar que está mesmo aplicando uma parte pequena do seu dinheiro em ações de Cannabis para uso medicinal. “Podem me chamar de maconheiro. Embora tenha um tempo que não fume maconha, estou aplicando um pedacinho do meu dinheiro em ações de Cannabis para uso medicinal e também recreativo em países que já legalizaram ou estão em processo de legalizar. Aliás, recomendo a ETF”, escreveu.

clique na imagem e saiba mais

Entenda o caso

Na polêmica publicação, o roqueiro diz que está isolado e com medo de informações que havia recebido. ” “Começaram as primeiras vacinações e eu recebi informações de uma pessoa muito próxima que recebeu a vacina por ser do grupo de risco. Logo após, cinco dias depois, ele começou a ter um descamação nos pés. Essa descamação vai abrindo uma espécie de ferida nasce uma pele como se fosse de um réptil e isso é a forma das pessoas identificarem quem recebeu esse plasma e essas pessoas sejam controladas por uma inteligência alienígena”, falou no vídeo.

ÁGIL DPVAT