POLÍCIA CIVIL APURA MORTE DE MOTORISTA ATINGIDO POR VIGA

A Polícia Civil abriu inquérito, na tarde desta segunda-feira (29), para investigar a morte do motorista que foi atingido por uma viga na frente das obras de uma escola particular no Parque Imperador.

O caso foi registrado como “morte suspeita” pelo 4º Distrito Policial, no Parque Taquaral, e testemunhas do caso devem ser ouvidas pelo delegado Luis Augusto Mita nos próximos dias.

Além disso, durante as apurações também devem ser considerados os laudos da perícia realizada no local pelo Instituto de Criminalística, e do exame necroscópico realizado na vítima de 66 anos.

clique na imagem e saiba mais

A Prefeitura informou que a situação da obra é

os documentos sobre a obra estão regulares e não houve interdição.

Acidente

Segundo o diretor de operações da empresa responsável pelo fornecimento de materiais da construção, Carlos Genari, a viga teria entre três e quatro toneladas. Ela estava em cima de um caminhão no momento em que caiu sobre o idoso, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

O representante da empresa Leonardi disse ainda ter ouvido, de outros funcionários, relatos de que o motorista teria soltado os cabos que prendiam a viga antes do momento recomendado.

“Pelo o que os colegas do motorista disseram, ele soltou a carga e os cabos antes de entrar na obra. Os outros motoristas recomendaram que ele não fizesse isso, e quando a carreta não está no local definitivo, a peça pode tombar”, falou Genari . O acidente ocorreu por volta das 9h.

Um perito que esteve no local e, afirmou que uma das cintas que seguravam a viga se soltou. Além dos Bombeiros, o helicóptero da Polícia Militar também foi acionado, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

A empresa Leonardi garantiu que prestará auxílio para a família da vítima. “Toda a assistência indiscutivelmente será prestada. Isso é o primeiro e mais importante aspecto”, frisou Genari.