Polícia Civil fecha depósito de produtos cosméticos irregulares e detém proprietário em Campinas, SP

Denúncia contra estabelecimento partiu de moradores que tiveram queimaduras ao aplicar as mercadorias como shampoo, condicionadores e cremes.

A Polícia Civil de Campinas (SP) deteve nesta terça-feira (13) o proprietário de um estabelecimento da Vila Anhanguera que armazena e vende, segundo a investigação, cerca de 500 produtos cosméticos para cabelo com rótulos adulterados e que tinham informações falsas.

Segundo o delegado Sandro Jonasson, o local comercializava shampoos, condicionadores, cremes reparadores de pontas, máscaras e até produtos para alisamento. A denúncia contra o local foi feita por moradores que tiveram queimaduras na pele após usarem os produtos.

De acordo com o delegado, os rótulos dos produtos tinham informações inverídicas sobre os profissionais químicos responsáveis pela produção. Além disso, o delegado afirmou que o proprietário admitiu que trocava os rótulos dos produtos vencidos para adulterar a data e, assim, conseguir vender.

A polícia também investiga a denúncia de que o dono diluía formol nos cosméticos. Um tanque encontrado no fundo o imóvel tem cheiro do produto, segundo o delegado. O proprietário comprava os cosméticos em cidades como Mairiporã e Embu das Artes e trazia para Campinas, onde rotulava em uma gráfica.

A Vigilância Sanitária de Campinas também foi ao local e, até esta publicação, uma perícia estava em andamento. O proprietário deve responder por crime contra ordem tributária e relações de consumo.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT