Polícia Civil investiga como engenheiro conseguiu arma usada para matar ex-mulher em Sumaré, SP

Pessoas ouvidas pela polícia nesta sexta (12) informam que o motivo do crime seria ciúmes. Casal deixou dois filhos, de 6 e 10 anos.

A Polícia Civil quer saber como o engenheiro Evandro Humberto Rizza, de 45 anos, conseguiu o revólver usado para matar a ex-mulher, Renata Basso Beisman, de 46 anos, e cometer suicídio na manhã desta sexta-feira (12), em Sumaré (SP). O casal tinha dois filhos.

O revólver calibre 38 apreendido na cena no crime está com a numeração intacta. O engenheiro tinha até um estojo com munição e chegou a recarregar a arma. Foram sete disparos. Segundo algumas pessoas ouvidas pela polícia nesta sexta, o motivo do crime seria ciúmes. O casal estava separado havia alguns meses.

Revólver 38 apreendido no imóvel está com a numeração intacta — Foto: Reprodução/EPTV

O crime ocorreu logo pela manhã, em um condomínio no bairro Parque Floresta, em Sumaré (SP). Segundo a polícia, Evandro foi até o imóvel com a informação de que iria buscar os dois filhos do casal, um de 6 e outro de 10 anos.

De acordo com a polícia, o engenheiro pediu que os filhos fossem para a casa de um vizinho e ficou sozinho com a ex-companheira. Houve uma discussão e tiros foram disparados na residência.

Renata e Evandro tinham dois filhos, de 6 e 10 anos — Foto: Reprodução/EPTV

Os corpos foram encontrados pelo pai do engenheiro. Segundo a Polícia Militar, Renata estava morta em um dos lados da cama, e Evando no outro, com a arma no chão.

Os corpos de Evandro e Renata foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Americana (SP) e o laudo será enviado à Delegacia da Mulher, que irá apurar o caso. O crime foi registrado no 3º Distrito Policial de Sumaré.

O corpo de Renata foi enterrado na manhã deste sábado (13) no Cemitério Municipal de Nova Odessa. A funerária não foi autorizada a informar o local onde o corpo de Evandro foi enterrado.


Aviso: Os comentários só podem ser feitos via Facebook e são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, sendo passível de retirada, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP