Polícia Civil investiga denúncia de maus-tratos e cárcere privado contra idosa de 65 anos em Araras, SP

Toda ação foi acompanhada pelo Dr. Tabajara Zuliani (responsável pelo SIG) e pela Dra. Andréa Arnosti Pavan – delegada titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).

Os investigadores do setor de inteligência da Polícia Civil de Araras (SP), na tarde de terça-feira (27), após uma denúncia recebida pelo 197, fizeram uma diligência até o bairro Jardim Itamaraty, zona leste da cidade de Araras (SP), onde acabaram se deparando com a situação de maus-tratos e cárcere privado de uma idosa de 65 anos em sua própria casa, praticados por um casal de cuidadores.

De acordo com informações, o casal que não teve o nome revelado, vive gratuitamente no imóvel, e a senhora não tinha permissão para sair da residência. Os policiais fizeram o contato com a filha dela que mora na Itália, e tiveram a informação por telefone que a proibição era pelo motivo da mãe estar apresentando Alzheimer (CID 10 G30), e já teria fugido do local.

Durante a ação, os policiais civis puderam constatar que a geladeira da idosa estava vazia, enquanto a geladeira do casal estava com mantimentos. O SIG constatou ainda, que o dinheiro da pensão da vítima, para fins diferentes ao que era destinado.

Um advogado da família levou a mulher para uma clínica, e o caso segue sob investigação da Polícia Civil. Toda ação foi acompanhada pelo Dr. Tabajara Zuliani (responsável pelo SIG) e pela Dra. Andréa Arnosti Pavan – delegada titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT