Polícia Civil investiga morte de mulher atropelada em competição de motocross no interior de SP

Acidente em Dourado (SP) em 1ª de novembro matou Cristiane Magri.

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar a morte de Cristiane Magri, atropelada em uma competição de motocross em Dourado (SP). O acidente aconteceu em 1º de novembro e a vítima morreu na segunda-feira (9) na Santa Casa de São Carlos.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que no dia do acidente não houve registro da ocorrência, mas o delegado Reinaldo Lopes Machado explicou que, assim que soube do caso, registrou um boletim de ocorrência para abrir a investigação. “No dia, não foi passado nada para a Polícia Civil, mas assim que tomamos conhecimento intimei o marido da vítima, ele compareceu e fizemos o B.O.”, disse.

Mulher é atropelada por piloto de motocross em Dourado, SP — Foto: Redes sociais

O acidente

Segunda a Polícia Militar, um dos pilotos perdeu o controle da motocicleta, atravessou a pista e atingiu a mulher que estava na área destinada ao público. Após oito dias internada, Cristiane não resistiu aos graves ferimentos e teve morte encefálica.

clique na imagem e saiba mais

Com isso, a investigação muda de lesão corporal para homicídio culposo, explicou o delegado. O primeiro a ser intimado foi o organizador do evento. A polícia quer saber se havia alvará e autorização para realização da competição.

A polícia deve intimar as demais testemunhas e o motociclista. O inquérito deve ser concluído em 30 dias, mas o prazo pode ser prorrogado pela Justiça. (Com informações do site A Cidade ON/São Carlos)