Polícia Civil liberta imigrantes bolivianos e paraguaios em trabalho análogo ao escravo

Vítimas trabalhavam até 14 horas por dia e não podiam deixar o local.

A Polícia Civil realizou na sexta-feira (18), a Operação Andrápodon, em duas oficinas de costura clandestinas na região do Bom Retiro, centro da Capital. A ação resgatou 11 vítimas de trabalho análogo ao escravo.
 
Durante os trabalhos, nove imigrantes bolivianos e dois paraguaios foram libertados. Duas pessoas foram detidas e serão investigadas por praticar crime de redução à condição análoga à escravidão. Além disso, foram apreendidas 17 máquinas de costura e 22 volumes de peças de vestuários e tecidos.  
 
Segundo informações obtidas no decorrer da ação, as vítimas trabalhavam até 14 horas por dia e ficavam 24 horas no mesmo local – dormiam ao lado das máquinas de costurar.
 
A operação foi realizada pela Polícia Civil, por meio do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope) e da 1ª Delegacia Seccional da Capital, e contou com auxílio da Secretaria de Justiça e Cidadania, por meio do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas de São Paulo (NETP).

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP