Polícia Civil prende homem após localizar açougue clandestino no interior de SP

Ação foi deflagrada por agentes de Pirapozinho durante investigação sobre furto de carcaças estragadas de animais bovinos para a confecção de linguiças.

A Polícia Civil prendeu um homem, de 73 anos, responsável por um açougue clandestino em funcionamento na cidade de Tarabai, no interior do Estado. A ação, ocorrida nesta quarta-feira (11), é resultado de um trabalho investigativo que apurava a destinação de carcaças estragadas de animais bovinos furtadas para a confecção de linguiças.
 
Depois de uma prisão por furto, realizada pela Polícia Militar de Pirapozinho, equipes do Setor de Investigações Gerais (SIG) do município iniciaram apurações para descobrir o destino das carnes subtraídas naquela ocasião.
 
Por meio de um trabalho de inteligência, os agentes identificaram um estabelecimento comercial suspeito, localizado na rua Zeferino Soares Branquinho, em Tarabai, e conseguiram junto à Justiça um mandado de busca e apreensão para o local.
 
A operação para o cumprimento da ordem judicial contou com apoio da Polícia Técnico-Científica e Vigilância Sanitária. No comércio, um açougue clandestino, foram localizadas carnes em condições totalmente impróprias para o consumo e um ambiente fora dos padrões de higiene necessários, sendo apreendidos 13 pacotes com linguiças prontas para a venda, outros 17 pacotes com produtos e condimentos para a produção de linguiças e charque, além de dois tambores de 50 litros com retalhos de carnes imersos em salmoura.
 
Na ação, também foram recolhidos uma ensacadeira manual, moedor de carne, caixotes para mistura, balança, dois rolos para envasar linguiça, corante, bem como um celular. Foi solicitada perícia para o local dos fatos e toda a mercadoria imprópria para o consumo entregue à Vigilância Sanitária do município para destruição.
 
O responsável pelo estabelecimento comercial foi preso em flagrante e levado à Delegacia Sede da cidade, onde foi indiciado e o caso registrado como crime contra as relações de consumo e perigo para a vida ou saúde de outrem. O autor permaneceu detido à disposição da Justiça e teve a prisão preventiva solicitada.
clique na imagem e saiba mais