Polícia Civil prende suspeito de assaltar e cortar dedos de jornalista no litoral de SP

Anúncio

Homem foi identificado por meio das câmeras de monitoramento. Vítima recebeu alta médica neste sábado (18).

O homem suspeito de assaltar e cortar os dedos da mão de uma jornalista em Santos, no litoral de São Paulo, foi preso. O crime ocorreu na noite da última quinta-feira (16), dentro do carro da jornalista, que também foi vítima de tentativa de estupro. Após cuidados médicos, ela recebeu alta médica neste sábado (18).

De acordo com informações, o homem de 29 anos é um ex-presidiário e foi preso no bairro Itararé, em São Vicente. A prisão foi realizada por equipes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), que realizam as investigações junto as equipes do 2º DP de Santos.

Segundo a Polícia Civil, o homem foi identificado por meio das câmeras de monitoramento da Prefeitura de Santos, que registraram uma parte do crime.

A jornalista fez o reconhecimento do suspeito apenas por fotografia, já que ainda permanece abalada e debilitada. Após o crime, ela recebeu atendimento médico na Santa Casa de Santos e foi transferida para o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. A jornalista teve alta médica neste sábado.

O suspeito foi preso por roubo qualificado e teve a prisão temporária decretada por cinco dias. Ele foi encaminhado ao 5º Distrito Policial de Santos, onde permanecerá à disposição da Justiça enquanto as investigações são realizadas. Quando terminar o prazo, as autoridades policiais podem pedir a prisão preventiva do suspeito, pedir uma prorrogação ou ainda liberá-lo.

Segurança

Em nota, divulgada neste sábado, a Prefeitura de Santos disse que lamenta profundamente a ocorrência de um assalto no José Menino. As câmeras do Sistema de Monitoramento da cidade registraram parte da ação criminosa e as imagens foram cedidas às autoridades policiais, no intuito de identificar o criminoso, que foi preso.

Ainda segundo a administração municipal, desde novembro, equipes da Guarda Municipal e da Polícia Militar permanecem no local durante 24 horas, todos os dias, com objetivo de reforçar a segurança e atender uma reivindicação dos moradores daquela região, que também já recebeu melhorias de zeladoria e um novo parque infantil.

Caso

A jornalista foi abordada logo após entrar em seu carro, por volta das 20h30. O veículo estava estacionado próximo à casa de um parente, de onde ela havia saído, na Rua Dr. Gaspar Ricardo, no Marapé.

Armado com uma faca, um ladrão entrou rapidamente pelo lado do passageiro, rendeu a vítima e exigiu que ela dirigisse até a Linha Amarela, em São Vicente. Durante o percurso, o criminoso passou as mãos nos seios da mulher sobre a roupa.

Com medo de sofrer algo mais grave, a vítima reagiu e o suspeito a golpeou na mão com a faca, cortando três dedos da mão da jornalista. O assaltante fugiu levando o celular e R$ 2 mil da vítima.

De acordo com uma pessoa ligada à jornalista, que preferiu não se identificar, a vítima usou o cinto de segurança como torniquete para estancar o sangramento. Apesar de ferida, ela conseguiu dirigir o carro até a Santa Casa de Santos.

Um dos dedos da jornalista foi encontrado próximo a rua Rio Grande do Sul e acabou encaminhado ao hospital para um possível reimplante. Em São Paulo, a jornalista passou por cirurgia. Na semana que vem, a mulher retornará ao Sírio-Libanês para reavaliação médica.