Polícia Civil salva casal que seria executado pelo “tribunal do crime” em SP

Um pedreiro foi surpreendido fazendo a segurança do local e foi preso em flagrante.

A Polícia Civil prendeu, nesta terça-feira (18), um homem, de 52 anos, suspeito de envolvimento em homicídios. Ele foi encontrado fazendo a segurança de um casal que foi encontrado amarrado em um barraco no Parque Cocaia, na periferia da zona sul da cidade de São Paulo (SP).

Agentes do 85º Distrito Policial (Jardim Mirna) receberem informações de que duas pessoas seriam julgadas por criminosos, sob acusação de cometer pequenos furtos e roubos na região, e imediatamente iniciaram um intenso trabalho de apuração e diligências na área.

clique na imagem e saiba mais

As equipes distribuíram, inclusive, panfletos com o telefone da delegacia com o intuito de receberem qualquer informação que contribuísse com as investigações. A medida apresentou resultado, uma vez que uma nova queixa foi realizada, indicando o local do crime.

Os policiais foram até o barrado na Viela Primavera, onde encontraram um rapaz, de 26 anos, e uma jovem, de 23, usuários de drogas, amarrados prontos para posterior execução. O pedreiro que fazia a segurança do local foi preso em flagrante por sequestro e cárcere privado.

De acordo com a Polícia Civil, a prisão vai ajudar a desestruturar a facção na região, uma vez que esta prática criminosa é uma maneira de controlar os integrantes por meio do medo. As diligências prosseguem para identificar e capturar os demais envolvidos.