Polícia encontra 5 carros usados por criminosos em assalto a três bancos de Mococa, SP

Dois veículos estavam no distrito de Igaraí, em Mococa, e 3 no município de Guaranésia (MG). Ataques aterrorizam cidade do interior de São Paulo na madrugada desta quarta-feira (7).

As Polícias Civil e Militar encontraram cinco carros usados pelos assaltantes que atacaram três agências bancárias em Mococa (SP), na madrugada desta quarta-feira (7). Cerca de 20 homens participaram do crime e, por enquanto, ninguém foi preso. Dois veículos foram deixados no distrito de Igaraí, ainda em Mococa, e três estavam abandonados em uma área rural no município de Guaranésia (MG).

Os veículos eram todos do tipo SUV. Segundo o delegado seccional de Casa Branca (SP), Benedito Antonio Noronha Junior, em um dos que foram encontrados em Minas havia explosivos. Os carros serão levados para Mococa e passarão por perícia.

Ao menos 12 viaturas do Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep) de Ribeirão Preto e mais sete de Piracicaba auxiliam a PM e a Polícia Civil de Mococa nas buscas pelos suspeitos. A PM de Minas Gerais também apoiou nos trabalhos, inclusive com um helicóptero.

Após atacar agências bancárias, criminosos circularam por ruas de Mococa, no interior de São Paulo, e atiraram contra lojas — Foto: Reprodução

Ataque

A quadrilha armada atacou três agências bancárias em Mococa, município paulista de menos de 70 mil habitantes que fica perto da divisa com Minas Gerais e a 265 quilômetros da cidade de São Paulo.

Os criminosos usaram explosivos para explodir cofres e deram rajadas de fuzis em lojas, na sede da Guarda Municipal e do batalhão da polícia. Um vigilante, que estava na UPA que também foi atingida pelos disparos teve ferimentos provocados por estilhaços de vidros quebrados pelas balas.

A UPA estava fechada após estragos de um temporal e não havia pacientes no local. O segurança passa bem. Moradores filmaram homens armados andando pela cidade e parados em esquinas e também fizeram vídeos com barulhos de tiros e explosões (veja abaixo).

Segundo o delegado seccional, não houve troca de tiros entre os criminosos e a polícia. “Eles usam essas rajadas como forma de intimidar a população, são tiros intimidatórios, também atiram para destruir câmeras de segurança”, afirmou Noronha.

Foram encontradas cápsulas de armamento pesado, como fuzis 762, 552 e também munição .50 nas ruas da cidade e em um dos carros encontrados no distrito de Igaraí. Segundo o capitão da PM Carlos Roberto Negrini, a polícia recebeu a informação que um drone sobrevoava a entrada da cidade no momento da ação dos criminosos.

Câmeras de segurança também registraram carros usados pela quadrilha circulando em uma espécie de comboio por Mococa. De acordo com o delegado Noronha, cerca de 20 homens participaram dos assaltos e seis carros foram identificados nas imagens. Apenas um ainda não foi encontrado.

A polícia agora aguarda os laudos periciais para avaliar se foi coletado algum material que possa ser usado na identificação dos criminosos e também irá fazer um levantamento das imagens de câmeras de segurança.

Um inquérito será instaurado para apurar o caso pela DIG de Mococa, Seccional de Casa Branca, com a ajuda da Delegacia de Roubos a Banco de São Paulo e da Polícia Federal, que ficará responsável pela investigação pelo ataque à agência da Caixa.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT