Polícia investiga morte de porteiro que desapareceu após sair do trabalho

Segundo a família, o rapaz recebeu ligação no trabalho e saiu para ‘resolver um problema’.

A Polícia Civil de Jundiaí (SP) investiga a morte de um porteiro de 28 anos que saiu do trabalho dizendo que iria “resolver um problema” e foi encontrado morto em um matagal de Valinhos (SP), nesta sexta-feira (15).

De acordo com a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), o caso é apurado como morte suspeita. Segundo o boletim de ocorrência, o porteiro Daniel Carlos Gavioli de Lara, de 28 anos, saiu para trabalhar no dia 7 de fevereiro, por volta das 5h.

Em seguida, às 5h30, ele recebeu uma ligação e contou que precisava resolver um problema em casa quando saiu de carro.

Segundo a família, o rapaz estava com R$ 1.500 que tinha emprestado de uma conhecida para pagar uma dívida bancária.

O sistema de monitoramento de Jundiaí registrou o carro em uma avenida da cidade por volta das 6h30 e, cinco minutos depois, no sentido contrário.

Os parentes denunciaram o desaparecimento na DIG e a localização do carro e do corpo foi feita pela equipe na cidade de Valinhos.

Ainda conforme a família, o rapaz conversava diariamente com os parentes e não apresentava problemas psicológicos.

O delegado responsável pelo caso ouve supostos envolvidos no sumiço. O celular do porteiro não foi achado.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP