Polícia Militar Ambiental apreende mais de 50 kg de pescado impróprio para consumo em Anhembi, SP

Apreensão foi feita durante Operação Pré-Piracema realizada na região de Botucatu (SP). Foram aplicados auto de infração e multa no nome da dona do local onde os produtos estavam, que fica em uma colônia de pescadores.

A Polícia Militar Ambiental apreendeu mais de 50 quilos de pescado impróprios para o consumo durante a operação Pré-Piracema em Anhembi, cidade da região de Botucatu (SP). A ação foi realizada neste sábado (30).

O pescado estava acondicionado em um freezer em estabelecimento comercial na colônia de pescadores da cidade e já embalado para venda em condições precárias de higiene. Segundo a Polícia Ambiental, no local existem vários estabelecimentos comerciais que vendem o pescado de forma irregular, sem autorização dos órgãos competentes, e sem nenhuma condição de higiene.

A fiscalização foi feita com a autorização da dona do local e foi constatado em um cômodo, a existência de um freezer e geladeira onde estavam acondicionados 31 kg de filés de tilapia, 23,83 kg de filés de corvina, 1,50 kg de piranha e 1,20 kg de lambari já embalados para venda.Todos estavam totalmente impróprios para o uso, De acordo com a equipe no local havia gatos, varejeiras, cheiro extremamente forte de itens apodrecidos.

Produtos estavam acondicionados em geladeiras e freezers em precárias condições de higiene — Foto: Polícia Militar Ambiental / Divulgação

Pescadora profissional

Também foi constatado em outro freezer 380 quilos de curimba e 100 Kg de armal, ambos apresentados nota Fiscal com origem da cidade de Rosana (SP), porém estes itens estavam embalados e vedados aptos para o consumo.

A dona do estabelecimento disse aos policiais que é pescadora profissional e faz os filés para venda, sendo armazenados em suas geladeiras. Porém, foi constatado que ela não possui autorização dos órgãos competentes para essa atividade.

No total foram aplicados dois autos de infração ambiental e multa no valor de R$ 2.289,20. Foram apreendidos 57,23 quilos que por não estarem em condições higiênicas para consumo foram levados para o aterro sanitário de Botucatu.

Pescado era vendido de forma irregular no estabelecimento comercial em Anhembi — Foto: Polícia Militar Ambiental / Divulgação
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT