Polícia Militar Ambiental apreende “rede de espera” durante policiamento preventivo náutico noturno em Pirassununga, SP

A armadilha estava sem plaquetas de identificação e em local proibido.

Em decorrência do patrulhamento preventivo náutico para coibir a pesca ilegal no trecho do rio Mogi Guaçu inserido no Distrito de Cachoeira de Emas, município de Pirassununga (SP), os policiais militares ambientais cabo Cunha e soldado Colombo, se depararam com uma “rede de espera” disposta no ambiente aquático.

A armadilha estava sem plaquetas de identificação e em local proibido nos termos da Portaria Interministerial n° 73/2017 (menos de 750 metros da “barragem” da Usina Aratu). Dessa forma, foi procedida a apreensão do petrecho e dada a destinação adequada.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT