Polícia Militar Ambiental autua suspeito de matar animal silvestre e porte ilegal de munições

Segundo a corporação, além das munições, foram apreendidas armadilhas e um tatu morto, pronto para consumo. Investigado foi multado em R$ 500.

A Polícia Militar Ambiental autuou um suspeito de matar um animal silvestre e posse irregular de munições, em Charqueada (SP), nesta quinta-feira (14). Ele foi multado em R$ 500.

O caso ocorreu na Rua Júlio Conceição, no bairro Paraisolândia. De acordo com o registro da ocorrência, durante patrulhamento ambiental rural, uma equipe foi averiguar denúncia sobre a manutenção irregular de carne tatu e javali, maus tratos a cães e posse irregular de arma de fogo.

No local, segundo a PMR, foram localizados um tatu morto e preparado para consumo; uma carabina de pressão, calibre 5.5; um recipiente contendo munições de chumbinho; cem cartuchos de diversos calibres de arma de fogo, intactos e deflagrados; três recipientes contendo pólvora, chumbo e espoleta, para fabricação de munições; e três armadilhas conhecidas por “jequi”, utilizada para a captura de tatus.

clique na imagem e saiba mais

O investigado foi multado por matar espécime da fauna silvestre nativa. Não foram constatados maus tratos aos 11 cães que estavam soltos pelo quintal. O envolvido foi conduzido ao plantão policial onde permaneceram à disposição da Justiça, ainda conforme a Polícia Ambiental.

ÁGIL DPVAT