Polícia Militar Ambiental e Ministério Público de São Paulo divulgam resultados da Operação Huracán II

Na segunda fase da operação, as ações se concentraram na refiscalização dos alvos da Huracán I.

Realizada nos dias 21, 22 e 23 de junho, a operação foi desencadeada pela Polícia Militar Ambiental e Ministério Público de São Paulo em todo o Estado e contou com o emprego de 1.200 policiais militares e Promotores de Justiça do GAEMA.

Na segunda fase da operação, as ações se concentraram na refiscalização dos alvos da Huracán I, com a vistoria da manutenção ou adequação à legislação vigente das áreas irregulares, também com o objetivo de orientar os proprietários rurais quanto às medidas de prevenção aos incêndios.

A prevenção dos focos de incêndio beneficiam a flora, a fauna e principalmente as populações que poderiam ter a saúde afetada com as queimadas, além do Meio Ambiente.

Ao todo foram vistoriadas 795 propriedades rurais, cujos responsáveis receberam orientações quanto às medidas de prevenção, como a manutenção dos aceiros nos canaviais e os planos de prevenção contra incêndio.

Foram percorridos 10,1 mil quilômetros de aceiros e 10,6 quilômetros de margens de rodovias e zonas de amortecimento de unidades de conservação. As ações conjuntas seguirão durante todo período de estiagem até o mês de Outubro.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT