Polícia Militar Ambiental multa madeireira em quase R$ 50 mil reais em São João da Boa Vista, SP

Segundo o boletim de ocorrência, o estabelecimento tinha madeira que era comprada e vendida em grande quantidade de forma irregular.

Na última quarta-feira (17), os policiais ambientais sargento Melizi, cabo Toribio, cabo César, cabo Reis e soldado Moreli, estiveram fazendo uma fiscalização de pátio madeireiro pelo município de São João da Boa Vista (SP). Segundo o boletim de ocorrência, o estabelecimento tinha madeira que era comprada e vendida em grande quantidade de forma irregular.

Após mensuração minuciosa de todo estoque de madeira nativa existente no local, valendo-se do método de conferência peça a peça por espécie e tipo de corte em confronto com seu respectivo DOF (Documento de Origem Florestal) lograram êxito em constatar a existência de 57,0763 metros cúbicos de madeira que foram “adquiridos” ilegalmente (estoque em excesso), também a constatação de 109,0684 metros cúbicos de madeira nativa que foram “vendidos” de maneira ilegal (estoque em déficit).

Diante dos fatos, foram elaborados dois Autos de Infração Ambiental, sendo um auto por “adquirir” na modalidade de multa simples valorado em R$ 17.122,89 e o outro auto valorado em R$ 32.720,52 por “vender” madeira ilegal nos termos do parágrafo 1º do artigo 47 da Resolução SIMA 005/21, destacando que o infrator responderá por crime ambiental nos termos da Lei Federal 9605/98, ficando ainda o estoque em excesso apreendido até a deliberação do atendimento ambiental.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT