Polícia Militar Ambiental resgata araras em extinção de cativeiro e multa dono em R$ 12 mil

Aves foram levadas para um centro especializado de reabilitação de animais em Lorena (SP).

A Polícia Ambiental resgatou na manhã desta quarta-feira (27) duas araras em extinção que estavam sendo mantidas em cativeiro em Caraguatatuba (SP). O proprietário foi multado em R$ 12 mil, mas vai responder em liberdade.

A equipe chegou até o local, no bairro Jardim Terralão, após denúncias. Foram encontradas duas araras canindé, espécie que está na lista de animais que correm risco de serem extintos.

O suspeito afirmou que comprou as aves em um vendedor legalizado e chegou a mostrar as notas fiscais, mas os policiais perceberam que as araras estavam com as asas cortadas, o que configura o crime de maus-tratos.

clique na imagem e saiba mais

Um veterinário foi até o local da ocorrência que fez uma avaliação preliminar nas araras. Ele constatou que não estavam debilitadas, mas que corriam riscos de serem infectadas por doenças por conta do local onde estavam, além de não estarem com a saúde comportamental considerada a esperada para uma ave em cativeiro.

O suspeito, que já havia sido autuado por manter outra arara em cativeiro, foi detido e levado para a delegacia. Ele foi multado em R$ 12 mil e liberado em seguida.

As aves foram levadas para o Centro de triagem de Animais Silvestres (Cetas) de Lorena, onde serão avaliadas e tratadas antes de serem devolvidas para a natureza.

ÁGIL DPVAT