Polícia Militar Ambiental resgata ave da fauna nativa mantida em cativeiro em condições de maus-tratos em Tapiratiba, SP

Diante dos fatos, foram elaborados  Autos de Infração Ambiental no valor de R$ 3.500,00.

Neste domingo (18), os policiais ambientais cabo César e cabo Mauricio, durante fiscalização pelo município Tapiratiba (SP), lograram êxito em constatarem a existência de uma ave da fauna nativa brasileira, da espécie periquitão-maracanã, mantida em cativeiro, apresentando mutilação parcial das pontas das penas das asas, tudo em desconformidade com a legislação vigente.

Diante dos fatos, foram elaborados  Autos de Infração Ambiental no valor de R$ 3.500,00, por violação do artigo 25 e 29 da Resolução SIMA 005/21, sem prejuízo da apuração da responsabilidade penal nos termos dos artigos 29 e 32 da Lei Federal 9605/98 e com relação à ave coube a destinação adequada.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT