Polícia Militar Ambiental resgata ave exótica e proprietário é multado em R$ 4,4 mil

Um homem foi multado em R$ 4,4 mil após a Polícia Militar Ambiental descobrir a criação de uma ave exótica em um viveiro em sua casa, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Além desse pássaro, outros foram encontrados e apreendidos no imóvel.

Segundo divulgado pela polícia, uma denúncia de aves silvestres em cativeiro indicaram um endereço no bairro Vila Tupi. Equipes da 1ª Cia da PM Ambiental foram ao local e fizeram contato com o morador, que confirmou que criava pássaros em um viveiro.

As aves eram das espécies canário belga, diamante mandarim e um Agapornis fischeri, que teria aparecido no quintal do proprietário e ele pegou para criar. Os policiais entraram na residência e encontraram o viveiro com os pássaros, conforme a denúncia.

clique na imagem e saiba mais

Questionado se possuía alguma documentação que autorizasse a criação das aves, o proprietário respondeu que não, porque encontrou a Agapornis em seu quintal. A ave, exótica, não se encontra na lista de animais domésticos que têm a criação permitida por lei. Além disso, ela não é nativa do Estado de São Paulo.

Por conta disso, o proprietário recebeu auto de infração por introduzir animal exótico em São Paulo, que tem como medida administrativa uma multa de R$ 4,4 mil. As aves foram apreendidas e, se possível, serão devolvidas à natureza.

ÁGIL DPVAT