Polícia Militar apreende 10 mil panfletos eleitorais sem identificação e detém 15 pessoas em Americana, SP

Materiais com acusações contra candidato a prefeito não tinham identificação do autor, segundo Polícia Civil. Detidos foram liberados após depoimento e caso foi registrado como difamação na propaganda eleitoral.

A Polícia Militar (PM) de Americana (SP) apreendeu, nesta sexta-feira (13), cerca de 10 mil panfletos eleitorais que não tinham identificação da autoria. Os materiais, que trazem acusações contra um candidato a prefeito, estavam com cerca de 15 pessoas que foram levadas para a delegacia.

De acordo com informações da Polícia Civil, os materiais não tinham identificação de quem fez e nem de quem financiou. Além disso, as cerca de 15 pessoas informaram que recebiam R$ 40 cada uma e não sabiam o conteúdo do panfleto, nem que ele não era regular.

O grupo também não soube informar quem é o responsável pelos panfletos. Segundo a equipe do candidato a prefeito alvo dos materiais, o conteúdo é inverídico e um material parecido já foi impedido pela Justiça de ser distribuído.

clique na imagem e saiba mais

A Polícia Civil registrou o caso como difamação na propaganda eleitoral sem autor conhecido.