Polícia Militar de SP abre inscrições nesta sexta para 2,7 mil vagas de soldado; salário é de R$ 3,8 mil

PUBLICIDADE

Inscrições vão até 20 de julho. Edital foi lançado na quarta-feira (22) e haverá provas em 11 cidades do estado. Campinas e Piracicaba estão entre os municípios que aplicam o exame.

O concurso público da Polícia Militar do Estado de São Paulo abriu às 10h desta sexta (24) as inscrições para 2,7 mil vagas para soldado 2ª Classe, cargo inicial da corporação no quadro de praças. Os interessados devem fazer o cadastro pela internet até as 23h59 do dia 20 de julho. O salário inicial oferecido é de R$ 3.875,27.

A organização do concurso é da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e é necessário pagar taxa de R$ 57. Estudantes podem pleitear redução de 50% por meio de formulário, que deve ser preenchido no site da FGV até as 23h59 de 28 de junho.

O salário é composto por R$ 1.544,80 de vencimento, mais R$ 1.544,80 referente ao Regime Especial de Trabalho Policial (RETP) e o adicional de insalubridade no valor de R$ 785,67.

De acordo com o edital, publicado na quarta (22), as provas serão aplicadas em 11 municípios, entre eles a capital paulista, Campinas e Piracicaba. A corporação não especifica o número de vagas por cidade, porque as demandas para preencher o quadro podem ter alterações até os aprovados se qualificarem e assumirem os cargos.

Veja onde terá prova para o concurso da PM

  • Araçatuba
  • Bauru
  • Campinas
  • Piracicaba
  • Presidente Prudente
  • Ribeirão Preto
  • Santos
  • São José do Rio Preto
  • São José dos Campos
  • São Paulo
  • Sorocaba

 

“A Polícia Militar do Estado de São Paulo poderá realizar as demais etapas em qualquer outra cidade. A escolha não implica que o candidato, caso aprovado, seja classificado na cidade ou região escolhida para a realização da referida etapa”, informa o edital.

Pré-requisitos para se inscrever

  • Ser brasileiro
  • Ter idade mínima de 17 anos
  • Ter idade máxima de 30 anos
  • Ter estatura mínima, descalço e descoberto, de 1,55m (para mulheres) e 1,60m (para homens)
  • Ter concluído o ensino médio ou equivalente
  • Ser habilitado para condução de veículo motorizado entre as categorias “B” e “E”
  • Pagar taxa de inscrição prevista no edital, no valor de R$ 57,00, pagos em qualquer agência bancária até o dia seguinte ao término do prazo de inscrição
  • É permitido uso de tatuagem, desde que ela não ofenda os valores da instituição e não faça alusão a ideologias extremistas, terroristas, racistas ou preconceituosas
  • Possuir aptidão física compatível com o exercício do cargo
  • Possuir higidez física e mental, e possuir perfil psicológico compatível com o exercício do cargo;
  • Estar quite com as obrigações eleitorais
  • Estar quite com as obrigações militares, caso seja do sexo masculino

 

PUBLICIDADE

“Não haverá reserva de vagas para pessoas com deficiência, tendo em vista as peculiaridades do exercício das funções policiais-militares inerentes ao cargo”, informou o edital. Haverá pontuação diferenciada para autodeclarados pretos, pardos e indígenas.

Provas e exames de aptidão

Todas as etapas são eliminatórias e classificatórias.

Os candidatos farão provas objetiva – 60 questões – e dissertativa, com redação. Serão cinco horas de exame no dia 4 de setembro de 2022.

  • Língua portuguesa e interpretação de texto – 20 questões
  • Matemática – 15 questões
  • Conhecimentos gerais – 15 questões
  • Noções básicas de informática – 5 questões
  • Noções de administração pública – 5 questões

 

Os exames de aptidão física vão avaliar se o desempenho físico condiz com o cargo de soldado.

  • Flexão e extensão de cotovelos, por meio do teste dinâmico de barra para homens e isometria na barra fixa para mulheres
  • Resistência abdominal, em decúbito dorsal
  • Corrida de 50 metros
  • Corrida de 12 minutos

 

Eles ainda vão passar por exames de saúde e psicológicos, que visam “identificar características de personalidade, aptidão, potencial e adequação do candidato ao perfil psicológico estabelecido para o cargo”.

conduta social também passa por análise, assim como a reputação e idoneidade do candidato ao longo da sua vida. A verificação de todos os documentosexigidos no edital para comprovação dos requisitos e condições para ingresso completam a seleção.

O que faz um soldado 2ª Classe

  • O profissional aprovado será responsável por realizar policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública, envolvendo a repressão imediata às infrações penais e administrativas.
  • Aplicação da lei ocorrerá nas diversas modalidades de policiamento, sempre primando pela defesa da vida, da integridade física e da dignidade da pessoa humana, em conformidade com os princípios doutrinários de polícia comunitária, de direitos humanos e de gestão pela qualidade
  • Para tanto, o soldado vai realizar Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública na instituição.
PUBLICIDADE
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP