Polícia Militar detém autor de violência doméstica e durante registro da ocorrência vítima é quem acabou ficando presa em Araras, SP

Na fuga ele invadiu uma casa vizinha que era habitada por uma moradora e sua filha de aproximadamente cinco anos, que ao berros fechou-se no quarto com medo.

Na tarde de quarta-feira (29) equipes da Polícia Militar que estavam em patrulhamento pelo município de Araras (SP), quando receberam informações sobre um indivíduo que teria praticado uma tentativa de homicídio (leia abaixo) contra sua esposa no no último final de semana, e estaria trabalhando em uma residência pelo Jardim Esmeralda, região norte da cidade. 

Saiu correndo

De posse das características, os policiais militares cabo A. Gonçalves (Filú) e soldado Athos, realizaram diligências pelo local, onde visualizaram o mesmo escondido nos fundos da obra, e ao ver que as equipes saiu correndo e devido ao apoio da cabo Juliana e soldado Consoni, foi detido. Também participaram da ação, o sargento Elias e soldado Jordano.

Na fuga ele invadiu uma casa vizinha que era habitada por uma moradora e sua filha de aproximadamente cinco anos, que ao berros fechou-se no quarto com medo. O indivíduo confessou ter praticado o ato de violência contra a esposa, após uma briga desferindo um golpe de faca na região do pescoço. Feita revista pessoal nada de ilícito foi encontrado.

Central de Polícia Judiciária

Diante dos fatos, o agressor foi apresentado na Central de Polícia Judiciária, onde após ser ouvido pela autoridade presente, embora réu confesso, o delegado decidiu instaurar inquérito policial, para apuração dos fatos, e o liberou.

Os policiais militares cabo A. Gonçalves e soldado Athos, durante a apresentação da ocorrência, e usando meios próprios conseguiram localizar a vítima e convenceram a mesma a comparacer na delegacia para prestar seu depoimento, levando consigo a faca utilizada pelo autor da agressão.

Mas, durante o registro do fato, após feita pesquisa, procedimento comum, constou que a vítima estava com Mandado de Prisão em seu desfavor, ficando assim à disposição da Justiça. Ou seja, o autor do crime, que lhe passou a faca no pescoço foi liberado e ela, acabou ficando presa.

Sobre o crime de violência doméstica

Na tarde de domingo (26), a Polícia Militar foi acionada para atendimento de uma ocorrência de violência doméstica pelo Condomínio Habitacional Victório Arthur Corrocher. Chegando no local, a vítima já havia sido socorrrida pelo SAMU até o Hospital São Luiz, e o autor dos fatos, não se encontrava pelo local.

Diante dos fatos, os policiais se deslocaram até o pronto-socorro, onde foi feito o contato com a vítima, que relatou sua versão sobre o ocorrido, dizendo que foi acordada por seu marido, que encontava-se bêbado e começou a brigar com ela, sendo que em dado momento pegou uma faca e passou em seu pescoço. A vítima sofreu uma lesão e permaneceu sob cuidados médicos. 

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT