Polícia Militar faz homenagem a tenente morto com tiro acidental durante treinamento em SP

Samuel Rodrigo Rosa, de 43 anos, foi baleado no ombro em uma escola no Horto Florestal. Vítima, que era de Campinas (SP), foi lembrada em ato no Largo do Rosário e no Taquaral.

A Polícia Militar de Campinas (SP) realizou, na quarta-feira (2), uma homenagem ao tenente da Polícia Militar Samuel Rodrigo Rosa, de 43 anos, morto com um tiro acidental durante um treinamento do Batalhão do Choque, em uma escola no Horto Florestal, na Zona Norte de São Paulo.

A vítima, que era de Campinas, deixa mulher, também militar, e três filhos. A homenagem aconteceu no Largo do Rosário, no Centro, e no antigo kartódromo, na Lagoa do Taquaral. Os policiais pararam os carros e motos e ficaram todos lado a lado, em continência.

clique na imagem e saiba mais

De acordo com informações, as sirenes ligadas chamaram atenção de quem passava pelo local. O PM foi atingido por um disparo no ombro direito. A vítima chegou a ser socorrida e levada para o Hospital da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos.

A Polícia Militar não informou quem disparou o tiro acidental durante o treinamento e disse que “instaurou inquérito para apurar todas as circunstâncias da morte”. O tenente pertencia ao 4º Batalhão de Choque e estava há 19 anos na corporação. Em Campinas, enquanto era soldado, Samuel trabalhou no 35º e no 47º batalhões.

Em nota, a Polícia Militar lamentou a morte do policial e disse que “Todas as providências administrativas estão sendo tomadas bem como todo o apoio para os familiares e equipe. Durante sua carreira o policial militar ajudou a solucionar diversas ocorrências de resgate de reféns, atuando no GATE [Grupo de Ações Táticas Especiais]”.