Polícia Militar recupera veículo e prende autores de roubo à residência em Limeira, SP

De início, os indivíduos disseram que não tinham conhecimento, e que não sabiam de nenhum veículo roubado.

Na madrugada deste sábado (21), equipes da 1ª Companhia da Polícia Militar de Limeira (SP), receberam informações sobre um roubo à residência pelo bairro Santina, e que havia sido subtraído um veículo GM/Cruze branco, e que, segundo informações de populares, este veículo estaria transitando pelo bairro Ernesto Khüll em meio ao “pancadão” que lá ocorria costumeiramente aos finais de semana.

Foi realizado patrulhamento nas imediações do bairro e ao término do “pancadão”, quando a turba havia se dissipado, foi iniciado patrulhamento no interior do bairro, com o objetivo de localizar o referido veículo juntamente com os autores do roubo, quando pela rua 8 de março, no cruzamento com a rua Canudos, foram avistados três indivíduos com as características idênticas àquelas informadas pelo popular, que não quis se identificar, sendo abordados e submetidos à busca pessoal.

Durante a abordagem, eles foram questionados sobre o roubo que havia ocorrido no bairro Santina, se tinham conhecimento. De início, os indivíduos disseram que não tinham conhecimento, e que não sabiam de nenhum veículo roubado, porém os policiais que ali participavam da abordagem notaram um excessivo nervosismo no comportamento dos indivíduos abordados, o que gerou desconfiança nas equipes policiais.

clique na imagem e saiba mais

Diante dos fatos, os indivíduos foram fotografados e suas imagens foram levadas até as vítimas, para reconhecimento, e as vítimas então reconheceram, sem dúvidas, Matheus e Evandro, não reconhecendo Kauã. Os indivíduos abordados, após ter ciência de que as vítimas haviam reconhecido-os, optaram então por confessar a autoria do crime, sendo que Matheus indicou onde havia escondido a arma utilizada na ação (simulacro de arma de fogo, juntamente com 5 munições, localizadas em uma van escolar abandonada pelo bairro Santa Eulália, que foram localizadas, e Evandro indicou onde haviam abandonado o veículo, que foi localizado no bairro Aeroporto.

Kauã informou que em sua residência possuía a quantia de R$300,00 em espécie, sendo três notas de R$100,00, e, as equipes policiais tendo conhecimento que o dinheiro roubado da casa da vítima era todo distribuído em notas de R$100,00, Kauã foi conduzido juntamente com a importância em dinheiro que possuía em sua casa para que a situação fosse esclarecida no Plantão Policial.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão aos três indivíduos pelo crime de Roubo Qualificado, e os detidos foram cientificados de seus direitos constitucionais. Foram utilizadas algemas nos três conduzidos, devido ao fundado receio de fuga, como constante nas Súmula Vinculante nº 11 do STF, bem como no Decreto-Lei nº 8858/16. Os responsáveis pelos menores Evandro e Kauã foram cientificados da prisão de seus filhos, tão logo que foi emanada a voz de prisão.

ÁGIL DPVAT

Após tomar ciência dos fatos, o delegado Sidartha Carneiro Leão, ratificou a voz de prisão emanada pelos policiais militares a Matheus e Evandro, e diante das circunstâncias não esclarecidas, liberou o menor Kauã. As vítimas Cleiton e Vitoria, com o intuito de esclarecer o crime, compareceram ao Plantão Policial para reconhecimento formal, reconhecendo sem dúvida nenhuma os indivíduos Matheus e Evandro como sendo os autores do Roubo mediante grave ameaça com uso de arma em sua residência.