Policiais militares se comovem e ajudam família em situação carente no interior de SP

“O que mais me marcou foi o sorriso estampado no rosto daquelas crianças no momento em que nos viram chegando com os alimentos […]”.

No último sábado (5), os policiais militares cabo Gea e soldado Carvalho, do 27ºBatalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I), foram acionados para uma ocorrência de desentendimento em uma casa, na cidade de Jaú (SP). A dupla nem imaginava, mas naquele momento estava prestes a mudar a vida de uma família para sempre.

Chegando no endereço solicitado os PMs foram contatados pela moradora e informados sobre o desentendimento que havia ocorrido entre ela e o companheiro – que já havia saído do local. Durante a conversa de orientação, os policiais observaram a situação precária em que a família vivia, sendo sensibilizados a ajudar.

clique na imagem e saiba mais

“Ela contou que pegavam garrafas pet na rua para se sustentarem, mas que não estava conseguindo fazer isso porque não tinha com quem deixar as crianças pequenas. Disse também que seus filhos estavam há alguns dias sem se quer tomarem leite”, relembra emocionado o cabo Gea.

Comovidos com as condições em que a mulher vivia com suas cinco filhas, sendo quatro pequenas e uma adolescente, a equipe se organizou e realizou a compra de uma caixa de leite, além de arrecadar uma quantia para a compra de mais alimentos emergenciais.

Sentindo que podiam contribuir ainda mais com aquelas pessoas, a dupla relatou o caso aos demais companheiros de farda que imediatamente se comprometeram a colaborar.

“Passamos a situação para a equipe no final do serviço e fiquei com aquela situação na minha cabeça, pensando no que poderia ser feito. Ao ver que tudo aquilo estava se tornando real, foi muito emocionante. Pedimos apoio através de contatos que tínhamos e conseguimos ajuda de vários comerciantes, uma ong e colaboradores.”, explica o soldado Carvalho.

A mobilização foi tão grande que de imediato a família foi presenteada com três cestas básicas, 24 litros de leite, caixas com bolachas, salgadinhos e doces, brinquedos, um tanque de lavar roupas e uma televisão.

“O que mais me marcou foi o sorriso estampado no rosto daquelas crianças no momento em que nos viram chegando com os alimentos e colocando no interior da sua residência. Aquele sorriso de satisfação e alegria não tem dinheiro no mundo que pague”, conta o PM Gea.

Além de todo o auxílio, os policiais militares também acionaram o órgão municipal de assistência social e notificaram sobre a situação, para que prossigam com o acompanhamento à família.

“Quero lembrar que por trás de uma farda existem pais e mães de família, que também temos uma vida fora e estamos prontos para ajudar a população. Olhar para aquelas crianças com a mãe naquela situação nos cortou o coração e não podíamos deixar de ajudar.”, conclui o soldado.