Policial militar recebe Láurea de Mérito Pessoal em Araras, SP

A medalha é uma honraria concedida aos policiais militares que se sobressaem na prestação do serviço policial-militar, operacional ou administrativo.

O policial militar cabo Cunha, recebeu nesta semana a Láurea do Mérito Pessoal, por conta de uma ocorrência no dia 25 de novembro de 2018, onde o filho foi preso após ameaça aos pais e tentativa de explodir sua própria casa. Nossa reportagem falou com o policial durante o registro da ocorrência. Ouça a entrevista:

Instituída em 1974, a Láurea do Mérito Pessoal é uma honraria concedida aos policiais militares que se sobressaem na prestação do serviço policial-militar, operacional ou administrativo.

Em conformidade com as normas reguladoras da honraria, a Láurea de Mérito Pessoal é concedida em 5 graus, sendo o 1º grau a de maior distinção, sendo outorgada pelo subcomandante da Polícia Militar.

Sobre o caso

Na tarde deste domingo (25/11) os policiais miliares cabo Cunha e soldado Crotti, foram acionados para atendimento de uma ocorrência no bairro Bom Jesus, onde um filho estaria no local extremamente agressivo, ameaçando os próprios pais (um casal de idosos), bem como ameaçando explodir a residência, pois já havia aberto a válvula do botijão de gás.
Imediatamente os policiais se deslocaram para o endereço, onde encontraram o indivíduo no interior da casa, bastante alterado e agressivo com uma caixa de fósforo na mão, ameaçando ascender e explodir tudo. Num primeiro momento, os policiais tentaram dialogar com o mesmo, porém não obtiveram êxito.
Não havendo outra alternativa, e na iminência real de explosão do imóvel, com o apoio dos policiais cabo Celso e soldado Crespi, foi utilizado o uso de técnicas não letais de imobilização, sendo o indivíduo contido, imobilizado e algemado, vindo assim cessar a ameaça. Na sequência o casal de idosos foi retirado do local pelas equipes, sem nenhum tipo de ferimento.

Ainda no local em contato com as vítimas, os policiais foram informados que o detido já estava os ameaçando desde sábado (24/11), onde o mesmo já havia inclusive agredido sua atual namorada a qual o deixou e foi embora pra cidade de Campinas (SP), não sendo possível colher seu depoimento.
Diante dos fatos, foi dado voz de prisão em flagrante ao agressor, que após passar por exame de corpo delito no PRONTO SOCORRO do Hospital São Luiz, foi apresentado no plantão da Central de Polícia Judiciária, onde o Delegado Dr. Tabajara Zuliani dos Santos, ratificou a voz de prisão enquadrando o mesmo por: Ameaça, Dano, Lei Maria da Penha e Estatuto do Idoso.
A ação contou com o apoio de equipes do Corpo de Bombeiros.

Siga Beto Ribeiro Repórter e FATOS POLICIAIS no facebook, e fique por dentro de todas as novidades!