É o que mostra pesquisa feita pelo SPC Brasil em parceria com a CNDL, entidade que reúne os lojistas.

De cada 10 brasileiros que fizeram um crediário, no ano passado, em média seis ficaram com o nome sujo porque não pagaram a prestação. É o que mostra pesquisa feita pelo SPC Brasil em parceria com a CNDL, entidade que reúne os lojistas.

Entre os usuários do cartão de crédito, o resultado também foi preocupante e praticamente metade ficou negativada porque não pagou a fatura.

Os responsáveis pela pesquisa avaliam que combinação compra de bens desnecessários e crédito fácil, com pequenas prestações e prazos a perder de vista, ajudam a aumentar a inadimplência.

Eles também pedem cuidado com aquelas ofertas aparentemente vantajosas feitas por muitos credores.

Isso porque o estudo mostrou que cerca de 40 por cento dos brasileiros costumam aceitar, sem fazerem antes nenhum tipo de análise, quando recebem uma oferta de um novo cartão de banco ou de loja. E também quando o gerente oferece aumentar o limite do cheque especial.

Por fim, a pesquisa aponta o cartão de crédito como a forma de empréstimo mais usada em 2017, seguido pelo crediário e o cheque especial.


Aviso: Os comentários só podem ser feitos via Facebook e são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, sendo passível de retirada, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here