Prefeito Juninho da Padaria é preso com armas durante operação do MP que investiga R$ 4 milhões em Rio Claro, SP

Juninho da Padaria (DEM) e secretários foram afastados temporariamente das suas funções. Um empresário foi preso temporariamente.

O prefeito Juninho da Padaria foi preso (assista ao vídeo abaixo) em flagrante na manhã desta quarta-feira com duas armas de fogo na casa em que mora, em Rio Claro (SP). O armamento foi encontrado por policiais civis durante cumprimento de mandado de busca e apreensão em operação do Ministério Público que apura irregularidades em contratos na área da saúde. Juninho pagou fiança e foi solto.

De acordo com o boletim de ocorrência, durante cumprimento a mandados de busca e apreensão na residência do prefeito, bem como em seu gabinete, localizado no prédio da Prefeitura Municipal, haja vista haver uma investigação do Ministério Público (GAECO) em desfavor do indivíduo e um de seus secretários municipais – investigação está que apura desvio de 4 milhões de reais durante o período da pandemia em processos de compras diretas.

clique na imagem e saiba mais

VEJA TAMBÉM: Moradores se unem para salvar peixes após lagoa secar no interior de SP: ‘Satisfação muito grande’

Durante cumprimento da ordem judicial na residência do indivíduo, os policiais logram em localizar R$ 9.600,00 em espécie, bem como diversos documentos – os quais foram recolhidos e apreendido diretamente pelos Promotores de Justiça que acompanharam a diligência.

Em um buraco na parede, atrás da banheira de hidromassagem, logramos localizar dois revólveres calibre 38 – um deles municiado com 7 cartuchos e outro com 5. Questionado, o investigado esclareceu não ter registro daquelas armas e que as teria pego emprestadas de um outro indivíduo, alegando que temia por sua segurança.

VEJA TAMBÉM: Prefeito Juninho da Padaria é afastado do cargo em Rio Claro, SP: As investigações são referentes à compra de EPI’s

Diante das circunstâncias, foi dada voz de prisão em flagrante delito ao indivíduo, o qual foi conduzido até da sede da DEIC, sendo lavrado auto de prisão em flagrante pela Autoridade Policial competente. Devido ambas as armas serem de calibre permitido e terem numeração, foi arbitrada fiança no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais), a qual foi exibindo-a. Dessa forma, ele irá responder em liberdade.

Foram cumpridas buscas em alguns setores da prefeitura de Rio Claro, onde computadores e documentos foram apreendidos para posterior análise. A operação contou com a presença de 6 Promotores de Justiça, equipes da DEIC Piracicaba (1ª DIG, 2ª DISE, 3ª DHPP e GOE) e UIP D9.

VEJA TAMBÉM: Casal é preso por maus-tratos ao tentar vender cachorro com orelhas mutiladas em Piracicaba, SP

No tocante as investigações relacionadas a apuração de eventual desvio de verba durante a pandemia, esta permanece a cargo do Ministério Publico (GAECO).  Juninho da Padaria (DEM) e secretários foram afastados temporariamente das suas funções. Um empresário foi preso temporariamente.