Prefeito Pedrinho Eliseu irá encaminhar Projeto de Lei à Câmara de Vereadores para incorporar IVPE no salário dos professores da Rede Municipal em Araras, SP

Até o fim deste ano, pauta será apresentada ao plenário que irá discutir a proposta; com aprovação, valores serão divididos e pagos em 12 meses em 2022 e, posteriormente, incorporados aos vencimentos a partir de 2023.

O prefeito Pedrinho Eliseu anunciou na última terça-feira (19), durante evento em homenagem ao “Dia dos Professores”, realizado pela secretaria de Educação no Teatro Estadual Maestro Francisco Paulo Russo, que irá encaminhar à Câmara Municipal de Araras (SP) um Projeto de Lei para incorporar o IVPE (Índice de Valorização do Profissional de Educação) no salário dos professores da Rede Municipal a partir de 2023.

De acordo com o chefe do Executivo, até o fim deste ano, a pauta será apresentada ao plenário da Câmara que irá discutir a proposta, para que o Legislativo decida pela aprovação ou não. “Com a aprovação, já em 2022, os valores do IVPE serão parcelados em 12 meses e pagos junto com o salário, e posteriormente, a partir de 2023, serão incorporados aos vencimentos dos educadores”, comentou o prefeito durante sua fala no evento.

Pedrinho também ressaltou a importância da valorização dos profissionais, para incentivar ainda mais a melhoria da qualidade do ensino no município “A valorização que se busca, não precisa ser apenas no papel, mas principalmente com ações efetuadas que evidenciem o que é a vontade do governo que aqui está, para que Araras siga sendo exemplo e destaque no Estado no que diz respeito ao ensino na Rede Municipal”, destacou o prefeito.

O valor do IVPE era definido com base na assiduidade do profissional em sala de aula, participação em cursos e eventos e desempenho dos alunos de cada unidade escolar avaliados em provas periódicas – Iapel (Índice de Avaliação Pedagógica Local) e Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). No caso, se um professor atingir os 100% do benefício a que tem direito, o prêmio era no valor do último 13º salário que recebeu.

 

Chips para alunos e notebooks para professores

No evento, também ocorreu o anúncio de mais duas ferramentas para utilização pedagógica: chips 3G recarregáveis mensalmente para alunos, gestores e educadores da Rede, e 1.500 notebooks para os gestores e educadores.

“Essas ferramentas irão nos ajudar muito no desenvolvimento das nossas atividades, promovendo o melhor para os nossos alunos e para nós, como Secretaria”, explicou a secretária de Educação, Heleine Villas Bôas Francisco.

Outras informações podem ser obtidas pelos telefones 3543-8200 ou 3543-8201 (Secretaria de Educação).

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT