Prefeitura Municipal desmente informação de uma mulher afirmando em vídeo que seu marido está com o coronavírus em Araras, SP

clique na imagem e saiba mais

A Secretaria Municipal de Saúde informa que este paciente atendido na UPA 24 Horas foi diagnosticado com síndrome gripal leve, com falta de ar.

Na noite desta quarta-feira (26), um vídeo onde uma mulher afirma que seu marido está com coronavírus em Araras (SP), viralizou nos grupos de whatsapp, e causou pânico e desespero entre as pessoas por conta da gravidade da situação. Ele disse o seguinte: “Oi pessoal, ó, eu estou em isolamento, meu esposo está com coronavírus, sou aqui de Araras, e o médico pediu pra mim ficar isolada e meu marido está indo pra Santa Casa agora, estou com a documentação de isolamento. Tô nervosa um pouquinho, porquê a gente não esperava meu marido está doente há três dias e deu exame que ele está com o coronavírus aqui em Araras, ele acabou de fazer o exame”.

Em nota oficial (veja abaixo), a Prefeitura Municipal esclarece que não procede a informação dessa cidadã que publicou um vídeo nas redes sociais, de que seu marido teve a confirmação médica da UPA 24 Horas de ser portador do coronavírus. Como já foi informado oficialmente em várias oportunidades, todos os exames de suspeitos são realizados pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e o tempo de espera é de pelo menos uma semana.

O teste rápido, a ser implantado em Araras, só será feito em casos específicos selecionados pelo protocolo. Portanto, seria impossível qualquer médico diagnosticar que um paciente está com o coronavírus em apenas uma consulta.

A Secretaria Municipal de Saúde informa que este paciente atendido na UPA 24 Horas foi diagnosticado com síndrome gripal leve, com falta de ar. O médico que o atendeu não disse que o paciente estava com coronavírus; apenas o liberou, indicou medicação padrão para os sintomas e solicitou isomamento domiciliar, conforme o protocolo para estes casos.

A divulgação de informações inverídicas pelas redes sociais, como esta, não é aconselhável em nenhuma situação, ainda mais neste momento grave de combate a uma pandemia, podendo gerar pânico desnecessário. Dependendo da forma como a pessoa se manifesta publicamente e, se houver algum tipo de acusação infundada contra outro cidadão, qualquer pessoa pode ser processada por crimes contra a honra ou falsidade ideológica, conforme prevê o Código Penal.