Prefeitura Municipal inicia reforma no Centro do Idoso Jesus de Nazaré em Araras, SP

Local, que vai abrigar dois instrumentos de assistência social, receberá adequações de segurança para idosos e também abrigo para mulheres vítimas de violência.

A Prefeitura Municipal de Araras (SP) iniciou a reforma do Centro do Idoso Jesus de Nazaré, localizado no Jardim São João, para torná-lo mais seguro e acessível aos moradores que residem nesse espaço e também para adequá-lo para receber o abrigo para mulheres vítimas de violência.

“Essa reforma no Centro do Idoso Jesus de Nazaré é um compromisso da nossa administração que está sendo concretizado. Não somente com a manutenção da estrutura em geral do local, mas também com a instalação de instrumentos de acessibilidade, tanto nas casas quanto no condomínio. Além disso, nosso objetivo também é a criação de um abrigo para mulheres vítimas de violência, que trará mais segurança para todo o local. É uma honra dar início a tudo isso hoje”, comentou o prefeito de Araras, Junior Franco.

 A obra contará com duas fases. Na primeira, as adequações têm como principal objetivo a modernização, padronização e instalação de equipamentos de segurança e acessibilidade nas casas, além da manutenção e modernização da fachada.

clique na imagem e saiba mais

“Nosso primeiro objetivo é a reforma das casas, com a instalação de equipamentos de segurança para os idosos. Além disso, também mudaremos a estrutura da fachada, que atualmente não permite a entrada de ambulâncias, por exemplo, trazendo maior acessibilidade e segurança aos moradores”, explicou a secretária de Assistência Social, Marilda Fachini.

Já a segunda etapa prevê a construção de um abrigo para mulheres vítimas de violência. Para isso, o local que hoje em dia conta com 32 casas será dividido em dois instrumentos de assistência social: um de 20 casas, onde ficarão os residentes do Centro do Idoso, e outro de 12 casas, onde o abrigo será instalado.

“O Centro do Idoso já é dividido em dois blocos, um com 20 casas e outro com 12 casas. Como temos 20 idosos morando lá atualmente, vamos realocá-los no bloco com 20 casas. Já no outro, criaremos um abrigo para mulheres vítimas de violência, que precisam de ajuda na reestruturação de suas vidas. Sabemos que um dos grandes desafios dessas mulheres é com relação à moradia e queremos oferecer esse suporte tão importante”, explicou a diretora de Proteção Social, Veridiana Figueiredo.

Os trabalhos, que são resultado de uma parceria entre as Secretarias de Habitação, Planejamento, Gestão e Mobilidade e Assistência Social, têm prazo de conclusão de 10 meses.