Presidente do PSDB convoca reunião após Doria afirmar ser alvo de ‘tentativas de golpe’

PUBLICIDADE

Em carta enviada a Bruno Araújo, tucano cobrou respeito às prévias do partido e reafirmou que não vai desistir da candidatura à presidência.

O presidente do PSDBBruno Araújo, convocou uma reunião da Executiva Nacional do partido para a próxima terça-feira (17), após João Doria ter afirmado ser alvo de “tentativas de golpe”. O ex-governador de São Paulo e pré-candidato à Presidência da República enviou uma carta em que subiu o tom e cobrou respeito às prévias do partido.

O tucano reafirmou que não vai abrir mão da disputa pelo Planalto e indicou que poderá judicializar a questão caso a sigla faça alguma mudança. Aliados de Doria afirmam que membros da legenda tentam desidratar a candidatura com um discurso de que o ex-governador teria grande rejeição e que a senadora Simone Tebet (MDB) seria uma alternativa melhor.

PUBLICIDADE

A reunião da executiva do PSDB acontece no dia 17, um dia antes da data marcada para a divulgação da prometida candidatura única com MDB e Cidadania. A carta de Doria complica ainda mais a situação da terceira via, que busca um candidato competitivo para romper a polarização entre Lula e Jair Bolsonaro. Os dois pré-candidatos não querem abrir mão de ser cabeça de chapa.

Na semana passada, as siglas definiram que o nome será escolhido com base em pesquisas quantitativa e qualitativa, que, além de apontar as intenções de voto, mede a rejeição aos postulantes. Aliados de Doria, porém, acompanham os desdobramentos com preocupação e afirmam que os critérios estabelecidos tendem a beneficiar apenas a emedebista.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini

PUBLICIDADE
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP