Probabilidades de MVP da NL: Quem são os favoritos e os “longshots”?

PUBLICIDADE

Um prémio MVP é sempre extremamente importante na carreira de um jogador, sobretudo quando falamos do beisebol e da MLB, a liga mais prestigiada em todo o mundo nesta modalidade.

Apesar de estarmos a falar das probabilidades de MVP somente para a National League, o interesse não deixa de ser máximo para estes jogadores, sobretudo porque o mesmo quererá dizer que estão a contribuir de forma positiva para a sua franchise.

Platafromas como a FezBet estão sempre atentas a este tipo de mercados a longo prazo, já que muitos dos apreciadores da modalidade gostam deste tipo de linhas de apostas e de fazerem as suas previsões com base em análises detalhadas.

É verdade que estamos no  primeiro terço de temporada nesta competição, contudo, já existem vários nomes em destaque, que vamos dar a conhecer neste artigo, para que possa ficar mais por dentro de todas as atualidades desta MLB e, mais precisamente, da National League.

Paul Goldschmidt, St. Louis Cardinals

O mês de Maio foi verdadeiramente fantástico para Paul Goldschmidt, tendo conseguido prestações de enorme nível ao serviço dos St. Louis Cardinals que, neste momento, entram no top 10 da liga, em termos gerais.

O primeira base que esteve presente no All Star Game o ano passado conseguiu um WRC+ de 252 no mês passado, com uma média de batida de 0.408.

As suas estatísticas individuais são mais do que suficientes para se destacar dos demais competidores atualmente, mesmo com a equipe de San Diego a ter um melhor recorde em relação aos St. Louis Cardinals, neste momento.

Manny Machado, San Diego Padres

Depois de ter começado a temporada numa excelente forma, Manny Machado acabou por ter alguns problemas físicos com uma lesão no cotovelo que o fizeram desacelerar na progressão e sair do primeiro posto deste ranking.

O terceiro base, uma das maiores estrelas dos San Diego Padres desta temporada, continua a ser um osso duro de roer para todos os pitchers, tendo conseguido uma média OSP de 0.977 WSP.

Machado tem ainda muito para voltar ao topo da classificação deste ranking, contudo terá de melhorar algumas das exibições e manter uma maior consistência se quer destronar Goldschmidt desta posição.

Mookie Betts, Los Angeles Dodgers

Mookie Betts teve um terrível mês de Abril por parte dos Los Angeles Dodgers, produzindo números muito aquém das expetativas, sobretudo para um jogador que é um ex-MVP da American League.

Maio revelou ser um mês determinante para que este voltasse a explorar todas as suas grandes capacidades e para aterrorizar a vida da maioria dos pitchers nesta liga, tendo conseguido 11 Home Runs e 26 RBI’s.

O jogador dos Dodgers, uma das franchises em melhor forma atualmente, continua a provar após muito tempo que ainda é um dos melhores batedores que pode ser encontrado na MLB.

PUBLICIDADE

Pete Alonso, New York Mets

Os New York Mets têm sido assoberbados por uma vaga de lesões sobre os seus jogadores mais influentes, sendo que a equipa da “cidade que nunca dorme”, não tem contado em muitos jogos com nomes como Tylor Megill, Max Scherzer e Jacob DeGrom.

Assim sendo, alguém teve de dar um salto em termos exibicionais, e esse jogador foi Pete Alonso, que com 12 Home Runs em Maio, é, de longe, o engenho ofensivo que os Mets estavam a precisar para combater as ausências.

Apesar de este não ser um jogador que deverá ter grandes chances em chegar ao prémio, é inegável que o mesmo tem vindo a ser um dos contribuidores mais importantes para o excelente arranque que os Mets teve.

Longshots” como candidatos

Existem alguns nomes que, no início da temporada, pareciam mais consensuais entre os analistas, mas com um arranque pior em termos individuais ou da sua equipa, acabaram por se ver relegados deste top 4 para MVP da National League.

Juan Soto, Washington Nationals
Fernando Tatís Jr, San Diego Padres
Ronald Acuña Jr, Atlanta Braves
Bryce Harper, Philadelphia Phillies
Freedie Freeman, Los Angeles Dodgers

Soto é, sem dúvida alguma, o melhor batedor que a MLB tem atualmente em ação, contudo, o mesmo poderá sofrer por os Washington Nationals serem uma franchise que, no máximo, poderá conseguir um lugar nos últimos postos dos playoff.

Quando falamos de Tatís Jr, é importante realçar que, no início da temporada, este era um dos favoritos a vencer o prémio MVP, porém, o mesmo estará arredado dos campos pelo menos até Junho, o que deverá matar as suas chances de conseguir este prémio.

Acuña Jr vem de uma lesão muito grave com uma rotura de ligamentos e terá aqui uma época que será de ajustamentos e para tirar alguma da “ferrugem” que deverá ter, devido à sua longa paragem. O talento existe, mas poderá ser “apenas” suficiente para MVP na sua liga.

Os Philadelphia Phillies têm em Bryce Harper a sua maior estrela, o que nem sempre é bom para as votações de MVP, já que o mesmo possui um historial vasto na corrida por este prémio. É muito difícil vermos um jogador a ser muitas vezes condecorado, retirando-lhe assim hipóteses.

Por último, e não menos importante, Freedie Freeman poderá ser o maior “underdog” nesta luta, sobretudo por apenas ter chegado aos Dodgers recentemente. Tudo irá depender da classificação final dos Dodgers na fase regular, o que poderá torná-lo um improvável MVP.

PUBLICIDADE
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP